Brasília-DF,
21/OUT/2017

Com mais liberdade, Adnet ironiza universo da televisão em novo programa

Com formato acelerado, o primeiro episódio da atração satirizou emissoras concorrentes e a própria Globo

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diário de Pernambuco Publicação:11/04/2014 11:18
 (TV Globo/Divulgação)

Enfim, a terceira tentativa de Marcelo Adnet na Globo agradou o público. Nas redes sociais, a maioria dos comentários de internautas (humoristas, inclusive) eram elogiosos ao primeiro episódio da série Tá no ar: Tá na TV, que estreou quinta-feira na emissora. Com elementos da TV Pirata e de programas da MTV (traz claras referências do Comédia MTV e, algumas vezes, do non sense de Hermes e Renato), Adnet satiriza publicidade (Freebofe), emissoras concorrentes, política e a própria Globo.

Sobrou até para a Galinha (Preta) Pintadinha. Criado por Marcius Melhem e Marcelo Adnet, um dos quadros do programa ironiza a censura imposta pela emissora e, ao mesmo tempo, um crítico dela, reunindo discursos frequentes que se expandem em redes sociais. Também faz uma referência a Marcelo Rezende, da TV Clube/Record, substituindo o bordão "corta pra mim" por "foca em mim".

Adnet relembrou a fase de boas imitações da carreira. A paródia de Tadeu Schmidt foi fiel, assim como a corajosa performance de Silvio Santos. “O que eu tô fazendo neste canal? Tá errado”, disse. A série Pesca mortal também é cômica. Na reta final do programa, mostrou críticas de telespectadores a Adnet, "que era melhor na MTV".

Além de comentar o universo da televisão brasileira, os problemas do Brasil foram bem explorados pela dupla principal de humoristas, com destaque para Melhem, abordando a saúde pública na esquete "Dr. Sus" (uma paródia a série House), e a corrupção, através da campanha "Fiança Esperança", satirizando os políticos corruptos, com direito ao gesto feito por petistas quando eles foram presos.

O clipe "Muito Boa Nova", de JC de Nazaré, lembrou claramente os momentos musicais do extinto humorístico da MTV comandado por Adnet. O programa passeia pelos canais, como se alguém estivesse usando o controle remoto. O formato ágil da atração lembra produtos da internet e até a antiga emissora. É bem diferente do conteúdo exibido na Globo.

Com críticas inteligentes e mostrando versatilidade, a estreia de Tá no ar comprovou que Marcelo Adnet só funciona com liberdade para escrever o que vai representar. E mesmo que o horário seja ingrato, quase à meia-noite, o fim das próximas quintas-feiras na Globo parece ter uma boa novidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK