Brasília-DF,
21/OUT/2017

Emissoras decidem criar seriados baseados em outras séries

Com o sucesso de algumas histórias na televisão e no cinema, as novas tramas tem como base personagens ou em conflitos de outras tramas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:20/04/2014 06:00Atualização:19/04/2014 16:07
Desde o ano passado, começaram a chover anúncios da criação de spin-offs, séries derivadas de uma ou mais obras existentes. A estratégia das emissoras — que, na verdade, é antiga, mas voltou com tudo — é lançar novas tramas com base em personagens coadjuvantes, mas que fizeram sucesso; em conflitos não resolvidos de outra história; ou, ainda, na mesma temática.

Normalmente, a direção e a produção do folhetim ficam a cargo dos profissionais que já estavam envolvidos com o projeto original. Além disso, costuma-se usar a primeira série para divulgar a novata, inserindo um episódio preparatório. Algumas tramas fazem capítulos conjuntos, em que um conflito depende do outro. É comum, também, que os personagens migrem de história ao longo das temporadas.

Entre as séries mais famosas do gênero, estão as derivações de CSI: investigação criminal. O seriado teve dois spin-offs, CSI: Miami e CSI: NY. Além dos dois, um novo já está sendo produzido e vai focar na Divisão de Crimes Cibernéticos do FBI. Atualmente, pelo menos quatro tramas desse tipo podem ser acompanhadas no Brasil: Marvel agents of S.H.I.E.L.D, The originals, CSI e Chicago PD. O TV+ conta um pouco sobre cada uma delas.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK