Brasília-DF,
24/SET/2017

Kung Fu Futebol Club mistura artes marciais, comédia pastelão e futebol

O mangá Super Campeões também retrata o universo do esporte, rendendo uma série de animação e filmes

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Juliana Figueiredo Lucas Lavoyer - Especial para o Correio Publicação:06/07/2014 06:02

Kung fu futebol clube mostra que, na Ásia, não tem só artes marciais
 (Netflix/Divulgação)
Kung fu futebol clube mostra que, na Ásia, não tem só artes marciais
O besteirol Kung fu futebol clube (2001), dirigido pelo chinês Stephen Chow, mistura futebol com artes marciais e comédia pastelão. A trama mostra como o auxiliar de um time e ex-craque de futebol Golden Leg Fung (Man Tat Ng) luta para atingir o sonho de ser treinador.

Fung é constantemente humilhado pelo presidente do clube, até se encontrar com Mighty Steel Leg Sing (Chow), mestre de kung fu, e ter a ideia de unir as duas coisas. Nisto, a equipe recruta cinco irmãos pupilos de Sing e se inscreve num torneio para tentar atingir a glória de uma forma diferente.


O mangá Super Campeões, escrito e desenhado por Yoichi Takahashi entre 1981 e 1988, rendeu uma série de animação e vários filmes. A saga, com 128 capítulos, foi dividida em quatro partes e fez muito sucesso durante a década de 1990.

Na Netflix, é possível assistir a 52 episódios da série animada. Cada uma das temporadas aborda uma trama envolvendo craques fictícios do futebol japonês, principalmente centradas sobre a história do protagonista Oliver Tsubasa e do relacionamento dele com colegas de campo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK