Brasília-DF,
23/SET/2017

Alexandre Nero envelhece para ser protagonista forte e durão de "Império"

Em entrevista, ator conta mais sobre carreira e vida pessoal

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Agência Estado Publicação:23/07/2014 14:58
Alexandre Nero, como Hermes, em Além do Horizonte (Alex Carvalho/TV Globo)
Alexandre Nero, como Hermes, em Além do Horizonte
Em "Império", Alexandre Nero entra em cartaz no horário nobre bem diferente do mau-caráter que viveu em "Além do Horizonte", novela das sete da Globo que terminou no dia 2 de maio. Na pele de José Alfredo, o Comendador, ele mostrará uma nova faceta na TV, com direito a uma roupagem bem distante da sua realidade. O personagem é um homem de 50 anos, de origem humilde, que constrói um império após uma frustração amorosa.

Nero passou por um processo de caracterização e construção que o tornaram uma espécie de "poderoso chefão brasileiro". José Alfredo é o primeiro protagonista do ator na Globo. Ele estreou na emissora em 2008, na novela "A Favorita", e, de lá para cá, vem galgando seu lugar ao sol.

O caminho que Nero percorreu foi o de dar o melhor de si a cada oportunidade. Com Aguinaldo Silva, autor danova novela das nove, ele brilhou na pele do motorista Baltazar, em "Fina Estampa" (2011). No entanto, o ator confidencia que chegou a acreditar que os boatos de que seria o "mocinho" de "Império" eram mentira

Mesmo tendo de emendar um trabalho no outro, ele afirma que conseguiu ter o tempo necessário para "lapidar"essa pedra bruta que é o José Alfredo. O personagem é um pai de família, multimilionário, que construiu seuimpério por meios não lícitos. "Ele consegue com o poder muitas coisas que ele não tinha. O pensamento do José Alfredo é muito simples. Ele dá valor ao dinheiro porque as pessoas dão", adianta Nero.

O Comendador tem três filhos, frutos do casamento com Maria Marta (Lília Cabral): José Pedro (Caio Blat), Maria Clara (Andreia Horta) e João Lucas (Daniel Rocha). Logo depois, ele descobrirá que do grande amor que viveu na juventude teve mais uma herdeira, Cristina (Leandra Leal).

Você desejava ser protagonista? Buscava uma oportunidade como esta?

ALEXANDRE NERO - Não era algo que eu almejava. Não vejo o protagonista com esse peso todo. Hoje, uma novelaé bem diferente do que era antigamente. Eu sou o protagonista porque a novela se chama "Império" e traz a história de uma rede de lojas Império. A partir daí, as histórias começam a se desenrolar. Essa coisa de serprotagonista não é roubar a cena. Muitas vezes, o protagonista é o que menos faz gol. Ele está ali mais para jogar no meio-campo, passando a bola para quem vai fazer o gol.

Como foi o processo de caracterização para chegar neste homem que é mais velho do que você?

NERO - Existem uns truques para aumentar a idade que a gente está fazendo, mas eu não vou revelar. Tem um branco a mais no cabelo, um peso que o personagem carrega nas costas, e a maneira como ele anda. Tenho de tomar cuidado porque isso foi bastante pensado pela nossa equipe. Como a gente iria fazer esse cara, que é pai dessas pessoas com tais idades? Primeiro, é necessário lembrar que eu não sou criança. Eu tenho 44 anos eesse personagem tem 50 anos. A diferença é muito pequena.

Mas vocês são muito diferentes?

NERO - Eu sou um cara contemporâneo. Sou um artista, eu me visto de um jeito que esse cara jamais iria se vestir. Tenho tatuagem. Eu sou jovial, um jovem senhor. Ele é mais tradicional. Porém, a gente não pode pensar que ainda hoje um homem de 50 anos é como era o meu pai quando tinha 50 anos. Um senhor, um avô... O Papinha (Rogério Gomes, diretor da novela) tem 60 anos, é jovem, é surfista. Hoje, um homem de 50 anos é um homem bem cuidado. O José Alfredo é um cara forte. Tivemos que pensar nisso. Um cara que passe a idade que tem, mas que tenha muita força.

Você tem medo de envelhecer? Como encara a passagem dos anos?

NERO - Eu adoro ter cabelo branco, olheira, ruga etc. Não tenho problema algum com isso.

A relação do José Alfredo com a Maria Marta é meio "gato e rato" e terá muito humor, certo?

NERO - Tem essa coisa do "gato e rato", mas se tratando de Aguinaldo (autor da trama) vai ter sempre humor.O novelista tem uma acidez típica dele. Todas as cenas, por mais trágicas que sejam, têm humor. Nossas cenas serão bem dramáticas, mas também têm humor. Já gravamos coisas muito pesadas. As brigas deles são tão exageradas, que quem tiver assistindo vai achar engraçado.

Como você, que é de Curitiba (PR), chegou ao sotaque pernambucano do personagem?

NERO - Curitiba é infestada de pernambucanos. Isso gerou uma facilidade para eu fazer esse sotaque. Mas é claro que eu fui atrás. Pesquisei isso por meio de filmes e estudei prosódia. Tive o cuidado de não misturaro Nordeste como se fosse uma coisa só. Os sotaques são parecidos, mas têm suas peculiaridades. Para o nossoouvido, pode parecer a mesma coisa, mas, para eles, não. Eu posso até não acertar, mas eu tentei. O sotaquedo José Alfredo não é cearense, não é baiano, é pernambucano.

José Alfredo tem quatro filhos adultos na novela, mas você não é pai. Você se imagina nesta situação?


NERO - Eu me vejo. Ele é bem paizão dos três filhos, inclusive da quarta filha que ele vai descobrir que tem depois. Eu me acho muito parecido com ele, um sobrevivente como o personagem, e até nessa coisa de não ser amoroso. Ele não abraça facilmente, não chora facilmente, não ri facilmente, não se deixa ser tocado com facilidade. Todas as emoções do Comendador estão presas nele.

José Alfredo encontra um amor mais para frente ou o par romântico dele é mesmo a Maria Marta?

NERO - O par romântico é a personagem da Lília Cabral, ex-mulher dele. Eles têm essa relação afetiva e o Comendador ainda gosta dela. Ele tem um respeito muito grande por ela, a mulher que estava ao seu lado durante a conquista desse império. Só que José Alfredo sabe que Maria Marta quer roubá-lo. Ele não confia nela.

Por que ele mantém uma relação com a Maria Isis, personagem de Marina Ruy Barbosa? O Comendador é infiel?


NERO - Essa é uma relação que aconteceu. Ele conheceu a menina por acaso e gostou dela. José Alfredo está separado, só não oficializou a separação por motivos de mau-caratismo da Maria Marta, que não abre mão do dinheiro. Ele tem rabo preso com ela porque fez negociatas de joias e outros trambiques, além de matar uma pessoa, mesmo que seja em legítima defesa. Ele fala para a ex-mulher que tem uma amante. Ele é honesto, não esconde isso dela. E também a relação com a Maria Isis não é só desejo porque ele também precisa de alguém.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK