Brasília-DF,
23/SET/2017

Chaves completa 30 anos de exibição na TV brasileira

Na comédia de costumes, o humor é voltado para adultos, embora o protagonista da trama seja um garoto de apenas oito anos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diário de Pernambuco Publicação:24/08/2014 20:26Atualização:24/08/2014 21:01
 (SBT/Divulgação)


Fruto de uma das parcerias mais antigas com o SBT, o programa Chaves, da mexicana Televisa, tem quase a mesma idade da emissora de Sílvio Santos aqui no Brasil. Afinal, desembarcou por aqui em 24 de agosto de 1984 para integrar a badalada atração do Bozo. O quadro não era pouca coisa, pois já mostrava sua força em vários países da América Latina. Tanto é assim que, na telinha nacional, logo conquistou um horário só seu: na hora do almoço, para deleite de adultos e crianças. Para o horário nobre, em 1988, foi um pulo. São 30 anos, festejados neste domingo (24), de uma atração que também cravou seu nome na TV brasileira.

Leia mais notícias em Fama

Um dos bordões do menino órfão logo caiu na boca do povo: “Foi sem querer querendo”, disparado por Chaves, interpretado pelo ator mexicano Roberto Gomez Bolaños , sempre que queria pedir desculpas para alguma coisa. A primeira aparição do personagem foi 20 de junho de 1971, no Canal 8, do México, um ano depois de Chapolin. Foram oito temporadas, com 290 episódios ao todo. Com seus oito anos e nome verdadeiro desconhecido, Chaves – no México, a série Chaves é chamada El Chavo del Ocho e Chavo, que significa menino ou moleque, virou Chaves na tradução brasileira –, a criança pura e ingênua e que ainda por cima tinha como morada um barril e vivia da caridade do pessoal da vila, tornou-se um verdadeiro fenômeno.

Prova disso é que até hoje tem uma legião de fãs, que sempre se mobiliza quando a atração deixa de integrar a grade da emissora, onde, atualmente, vai ao ar às 18h. Na comédia de costumes, o humor é voltado para adultos, embora o protagonista da trama seja um garoto de apenas oito anos e, por isso mesmo, também tenha tornado muitos pequenos seu público cativo. Não é de se surpreender, portanto, que uma criança daquela idade faça artes. Mas Chaves é sempre o “culpado” imediato de tudo. “Ninguém tem paciência comigo”, costuma se queixar em outro de seus bordões, reclamando da perseguição de moradores como o Seu Madruga (Don Ramón). Mas, a adorável criança tem um trunfo que surpreende a todos e, com certeza, emociona os fãs de tantos anos: apesar da vida adversa, é feliz. Simples assim.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK