Brasília-DF,
21/OUT/2017

Programa de humor de 1981 mostra a genialidade de Chico Anysio

Bozó, Santelmo, Nazareno e Coalhada marcaram a atração "Chico total"

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ataide de Almeida Jr. Publicação:14/09/2014 06:10Atualização:12/09/2014 14:03
O jogador de futebol Coalhada era um dos 33 personagens do programa Chico total (Arquivo/TV Globo)
O jogador de futebol Coalhada era um dos 33 personagens do programa Chico total
Quando, há dois anos, morreu o comediante Chico Anysio, as redes sociais e a mídia foram tomadas por homenagens ao artista. Uma das mais emblemáticas foi a frase “Morrem Chico Anysio”, numa clara referência aos inúmeros personagens que marcaram a carreira dele. Para quem ainda duvida dessa genialidade, basta se lembrar do programa Chico total, no qual o ator interpretava 33 tipos diferentes.

O diferencial de Chico total era que nele não havia uma sucessão de esquetes, como em O planeta dos homens, sucesso entre 1976 e 1982. Na atração, um personagem era escolhido para ser apresentado em detalhes durante um bloco inteiro.

Entre tantos papéis, alguns acabavam ganhando o público. É o caso de Bozó, funcionário da emissora. Segundo consta, o tipo foi inspirado em um trabalhador gago da Globo. Também tinha Santelmo, aquele brasileiro que falava apenas a verdade e tinha olhos somente para a mulher Dona Dadivosa. Entre os bordões: “Eu não sei mentir…” e “Ô, vida!”.

Coalhada, ou Otávio Arlindo Antunes do Nascimento, era um jogador de futebol vesgo que, apesar de dizer que era um craque, todos o consideravam péssimo. Já Nazareno era o típico machista que tratava mal a esposa, pois ela era muito feia. O bordão “Ca-la-da!” voltou a ser famoso.

Atrás do artista, havia um time de redatores e diretores igualmente talentosos. Entre eles, destacam-se Ziraldo (O Menino maluquinho) e Mário Tupinambá, que ficou famoso ao interpretar Bertoldo Brecha (“Veeeeeenhaaaa”) na Escolinha do professor Raimundo.

O programa era mensal, exibido às 21h das terças-feiras, na TV Globo. Foram, ao todo, nove edições, de março a dezembro de 1981. Em seguida, a atração voltou ao ar em abril de 1996, aos sábados à noite. Para quem quiser matar a saudade, Chico total é exibido pelo canal tevê por assinatura Viva.

Saiba Mais

Amarelo
Apesar de já ter inúmeros personagens, Chico Anysio criou mais um para o programa: o nordestino retirante Amarelo. A principal característica, segundo o site Memória Globo, era sobreviver às mais difíceis provações. Com ele, Chico homenageou os imigrantes que saíam do Nordeste.

Retomada
Após 15 anos, o programa Chico total voltou ao ar. Segundo o Memória Globo, geralmente, eram exibidas em cenários de programas antigos de Chico Anysio. No entanto, foi retirado da programação no mesmo ano por dois motivos: baixa audiência e uma paralisia labial que fez Chico se afastar. O artista só voltou ao ar dois anos depois, quando estreou O belo e as feras.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK