Brasília-DF,
20/SET/2017

Exibida em 1992, novela Pedra sobre pedra voltará às telinhas em janeiro

A disputa entre os Pontes e os Batistas era o fio condutor da trama %u2014 que será reexibida em 26 de janeiro, no canal Viva

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:28/12/2014 06:03
 (Arquivo/TV Globo)

Em Pedra sobre pedra, exibida em 1992, Aguinaldo Silva, em pareceria com Ricardo Linhares e Ana Maria Moretzsohn, contava, com doses de humor e fantasia, os jogos de poder de dois clãs tradicionais do sertão nordestino. A disputa entre os Pontes e os Batistas era o fio condutor da trama — que será reexibida em 26 de janeiro, no canal Viva.

Paixões, ódio mortal e disputas por herança que atravessam gerações eram os ingredientes desse novelão em que personagens como o fotógrafo sedutor Jorge Tadeu, interpretado por Fábio Jr, e o lunático Sérgio Cabeleira, vivido por Osmar Prado, conquistaram o público brasileiro com aventuras que até hoje povoam o imaginário popular.

Cabeleira, por exemplo, em noites de lua cheia, era trancafiado pela irmã Lola (Tânia Alves) para que não saísse pelas ruas da cidade fictícia de Resplendor — assustando a população na pele de um atormentado lobisomem.

Essas e outras histórias inusitadas, entretanto, corriam paralelamente à trama central de Pedra sobre pedra: a antiga rivalidade entre o coronel Murilo Pontes (Lima Duarte) e a matriarca Pilar Batista (Renata Sorrah). Sentimentos de ódio recíproco e muita alteração entre os dois tornavam a rixa um dos pontos altos da novela.

O folhetim, por vezes, adotava uma pegada superromântica. Em meio à rivalidade das duas famílias, o jovem Leonardo, primogênito de Pontes, interpretado por Maurício Mattar, e Marina, herdeira de Pilar, vivida por uma promissora Adriana Esteves, se apaixonam e vivem um romance para lá de proibído.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK