Brasília-DF,
25/SET/2017

Jornalismo sério e responsável está cada vez mais raro na televisão

A ordem da vez é seduzir o espectador transformando qualquer informação em entretenimento

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diego Ponce de Leon Publicação:24/05/2015 08:01
 (Alex Carvalho/TV Globo)

Em tempos de crise na audiência, a televisão aberta busca novas formas de manter o espectador sintonizado. O jornalismo televisivo parece estar entre os formatos que mais precisam de uma reformulação. Não à toa, discute-se receitas de bolo no Jornal Hoje.

William Bonner, agora, anda pelo estúdio, posta mensagens na internet durante a exibição do Jornal Nacional e prefere o tom informal nas falas. Em algumas semanas, não duvido que apareça dando estrelinhas ou revelando o segredo das mechas brancas no cabelo.

Paralelamente, Gugu Liberato diz estar investindo no âmbito jornalístico por meio de grandes entrevistas. Suzane Von Richthofen e Roberta Close participaram, por exemplo. O problema jaz na acusação, não confirmada, de que Gugu teria pago pelas participações, ferindo os princípios que norteiam o abalado jornalismo.

O mais preocupante, no entanto, parece-me a tendência em transformar toda e qualquer informação em entretenimento. A ordem é seduzir o espectador. E, aparentemente, isso não acontecerá por meio de um jornalismo sério e responsável.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK