Brasília-DF,
20/SET/2017

Com o hip-hop como ritmo principal, Bring it! estreia nova temporada com competições mais intensas

O reality conta a história de Dianna Williams, dona da The Dancing Dolls of Jackson, academia fundada em 2001, que passou a ser a sede de um dos grupos de dança mais proeminentes dos EUA

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ataide de Almeida Jr. Publicação:05/07/2015 08:25Atualização:03/07/2015 18:46
 
As meninas do Bring it! querem papel importante num musical de hip-hop
 (Lifetime/Divulgação)
As meninas do Bring it! querem papel importante num musical de hip-hop


Depois que a tevê por assinatura foi inundada por atrações gastronômicas ou programas para achar novos talentos da música, a dança foi colocada um pouco de lado. No entanto, ainda há alguns realitys desse segmento bem interessantes, como o Bring It!, cuja segunda temporada estreia na próxima sexta-feira, às 23h30, no canal Lifetime.

O reality conta a história de Dianna Williams, dona da The Dancing Dolls of Jackson, academia fundada em 2001, que passou a ser a sede de um dos grupos de dança mais proeminentes dos EUA, com mais de 15 títulos e mais de cem troféus conquistados. Ela é a responsável pela preparação física e emocional das renomadas Dancing Dolls, grupo de hip-hop que semanalmente participa de acirradas competições.

Como todo bom reality, há uma trama envolvendo as jovens garotas e a professora, sempre recheada de broncas e discussões, pois elas nunca se rendem e são capazes de árduos treinos diários, sempre em busca de chegar às rodadas finais. Cada episódio mostra as garotas em seus treinamentos e dedicação visando as competições, e culmina com uma “luta” frente às rivais.

Na sexta, o Lifetime exibiu o episódio especial Turnê de verão, que foi um especial de duas horas de duração, mostrando um competição entre as alunas Kayla, Camryn, Crystianna e Sunjai, que competem para ganhar um papel bastante importante.

Mas a segunda temporada começa para valer na próxima sexta, com De volta ao calor de Miami. Nele, o grupo rival YCDT Supastarz, que venceu as Dancing Dolls na última competição, volta para provar que sua vitória na última temporada não foi apenas sorte.

O interessante do reality não são apenas as brigas e as discussões entre as garotas, Miss D e os grupos rivais. Em cada episódio, é possível apreciar as últimas tendências do hip-hop, movimento artístico, que emergiu nos anos 1970, como uma soma de expressões da subcultura urbana dos bairros de Bronx e Harlem, de Nova York

SERVIÇO
Bring It
Todas as sextas, às 22h30, no Lifetime


Para quem perdeu
Antes de começar a nova temporada, o Lifetime exibe, às 22h30 de sexta-feira, cenas inéditas e um review das maiores rivais que as Dancing Dolls já enfrentaram na primeira temporada, além dos incríveis altos e baixos das mães e das bailarinas. O episódio traz uma pequena amostra da segunda temporada, com Dianna na busca por transformar sua equipe no melhor grupo Majorette da América do Norte.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK