Brasília-DF,
11/DEZ/2017

Realities shows de sobrevivência dominam a tevê

'Largados e pelados: a tribo' leva o modelo ao extremo

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:08/11/2015 07:00Atualização:06/11/2015 15:19
Largados e pelados: a tribo traz participantes de outras edições de volta  (Discovery Brasil/Divulgação)
Largados e pelados: a tribo traz participantes de outras edições de volta

O homem moderno tem à disposição inúmeras ferramentas e dispositivos que facilitam a sobrevivência. Supermercados abarrotados de comida processada e enlatada e hospitais nos quais cortes são esterilizados, pernas e braços engessados e infecções tratadas com antibióticos. Para aprender a fazer uma fogueira, basta uma rápida pesquisa no Google. Mas o que acontece quando essas ferramentas desaparecem? Reality shows de sobrevivência exploram as diversas formas de responder a essa pergunta.

Programas como No limite e Survival deram início a um universo televisivo que gira em torno da capacidade humana de se adaptar a situações de extremo perigo e, em muitos casos, bizarras. Não basta viver sem energia elétrica. Para vencer esse tipo de competição também é preciso comer insetos e aprender a decantar a própria urina.

Para incrementar a já bem-sucedida receita, o reality Largados e pelados tirou as roupas dos participantes e os levou de volta para os primórdios da humanidade. Após o enorme sucesso do programa, chega ao Brasil o mais novo derivado da franquia, Largados e pelados: A tribo.

Trazendo de volta participantes que se destacaram em temporadas do programa original, A tribo mantém a proposta original: sem água, comida ou roupas, os 12 participantes serão deixados à própria sorte no meio da selva colombiana. Uma das principais mudanças é que agora eles estarão divididos em quatro trios e terão que resistir a 40 dias na floresta. Em edições anteriores, o período de isolação chegava, no máximo, a 21 dias.

Mata fechada, pântanos e planícies secas são as paisagens encaradas pelos pelados. Fome, desidratação, ataque de animais selvagens e exposição a condições adversas levam os participantes ao extremo e desafiam a capacidade de sobrevivência e adaptação. Hoje, às 19h50, os sobreviventes retornam à mata do jeito que chegaram ao mundo.
 
Desafio radical
Em 19 de novembro, o Discovery Brasil lançará o Desafio Discovery. Em formato de reality show, o programa apresenta uma competição entre atletas de alta resistência de Brasil, Argentina, Colômbia e México. Em uma combinação de esportes radicais e sobrevivência na natureza, as habilidades dos participantes serão testadas até o limite.

O primeiro episódio da série acompanhará o processo de seleção, explorando o cotidiano de cada competidor. Em busca do prêmio de R$ 120 mil, eles se enfrentarão em equipes de quatro. Desafios de rapel, escalada, natação, trilha de mountain bike, caiaque e equitação serão retratados. Ao fim dos quatro episódios, um deles será coroado campeão.

Segundo o participante brasileiro Raphael Bonatto, as dificuldades enfrentadas no programa foram além do imaginado. “Foi mais difícil para mim do que qualquer desafio, uma vez que estávamos desprovidos de água e comida. Vendo de casa, parece que existe alguma segurança por ter alguém filmando. Mas não é assim”, conta o atleta ao Correio.
 
Bear Grylls é conhecido por seus programas de sobrevivência extremos  (Discovery Brasil/Divulgação)
Bear Grylls é conhecido por seus programas de sobrevivência extremos
 
 
No meio do oceano
Bear Grylls é um dos aventureiros mais conhecidos da atualidade. Dono de um rosto digno de estrela de cinema e habilidades que deixariam Tarzan e Crocodile Dundee impressionados, Bear transforma os pacatos domingos em dias de adrenalina e tensão.

Ilhados com Bear Grylls apresenta ao telespectador 13 homens que trocaram o conforto de seus lares por uma ilha remota no meio do Oceano Pacífico. Sem assistência alguma e com a responsabilidade de documentar em um diário minucioso tudo o que acontece na ilha, eles não competem entre si, mas devem garantir que voltarão para casa em segurança sem nenhum auxílio.

Sem experiência prévia em ambientes selvagens, os participantes terão que evocar habilidades primitivas que foram deixadas de lado ao longo da história humana. No episódio de estreia, após 48 horas sem alimentação, eles tentam encontrar comida e água doce. Sem sucesso na busca, desidratação e fome se tornam as primeiras ameaças reais. No decorrer da temporada, Bear Grylls descobrirá se o homem moderno é capaz de sobreviver no mundo selvagem.

Bear e Obama
Em setembro último, Barack Obama gravou participação especial no programa Running wild with Bear Grylls (Correndo selvagemente com Bear Grylls, em tradução livre). Nele, Obama aprende técnicas de sobrevivência em uma área remota do Alaska. Um dos momentos mais marcantes do episódio é quando Bear retira restos de salmão da mochila e oferece ao presidente. Mostrando ser um homem capaz de resistir a condições adversas, Obama não fez cara feia. Bear e Obama não foram os primeiros a aproveitar o “saboroso” peixe. Antes de levá-lo à grelha, o mestre da sobrevivência revela que o salmão já havia passado pela boca de um urso.

Serviço
Largados e pelados: a tribo
Discovery Brasil, todos os domingos às 20h40. Hoje, às 19h50, vai ao ar o especial de estreia.

Desafio Discovery
Discovery Brasil, todas as terças-feiras, às 19h. Estreia em 19 de novembro.

Ilhados com Bear Grylls
Discovery Brasil, todos os domingos, às 22h20.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK