Brasília-DF,
21/OUT/2017

Coluna Eu Vi valoriza programação da TV Brasil para 2016

A brasiliense Ellen Oléria vai comandar mesa redonda que abordará assuntos abafados por outros canais, como o racismo e homofobia

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diego Ponce de Leon Publicação:27/12/2015 06:06Atualização:24/12/2015 12:50
Considerei escrever uma coluna sobre o que espero da tevê aberta em 2016. Eram anseios utópicos, pedidos difíceis de serem atendidos já que ainda encaramos uma programação obsoleta. Mas, eu estava errado. Descobri que pelo menos um canal parece disposto a colocar no ar tendências mais contemporâneas e abrir espaço para debates atuais: a TV Brasil.
 
Quem me deu a boa notícia foi nossa querida Ellen Oléria. A voz mais forte deste cerrado comandará, na emissora, ao lado de Candy Mel (Banda Uó) e do jornalista Fefito, uma roda de conversa sobre temas que não costumam permear a tevê, como preconceito, racismo e cultura LGBT. Três personalidades extrovertidas e engajadas na luta contra a intransigência e a intolerância.
 
Os grandes canais esqueceram, há anos, que funcionam graças à concessão de transmissão provida pelo Estado. Deveriam servir ao público. Mas servem a si próprios. Gratificante, portanto, percebermos uma iniciativa contrária. Sem medo de trazer à tona nosso real cotidiano (preconceituoso e homofóbico), em vez daquela falácia no Leblon.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK