Brasília-DF,
11/DEZ/2017

Pedro Bial se destaca como jornalista, autor e apresentador

Conheça um pouco da trajetória do apresentador marcante do 'Big Brother Brasil'

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:17/01/2016 07:00Atualização:15/01/2016 15:14

Pedro Bial estreia 16ª edição do reality amanhã (Frederico Rozário/TV Globo)
Pedro Bial estreia 16ª edição do reality amanhã
 


Pedro Bial é um dos rostos mais conhecidos da Rede Globo. De correspondente internacional a apresentador do Big Brother Brasil, ele encara com a mesma seriedade cada tarefa que lhe é incumbida. Na emissora, ele ainda comandou o programa Na moral, explorando a ligação natural do comunicólogo com o público jovem. Fora da telinha, deu expediente como dublador, cronista, dramaturgo, cineasta e colunista.


Com o começo da nova temporada do BBB, o apresentador estará, mais uma vez, à frente do programa que alterou de maneira profunda a trajetória dele. O modelo replicado em mais de 75 países nunca foi tão bem-sucedido quanto em terras brasileiras (em paredão histórico, o reality bateu a marca de 154 milhões de votos).


Às vésperas da estreia da 16ª edição, na terça-feira, o programa sofreu alterações no decorrer dos anos e a popularidade não é a mesma (no ano passado, a atração teve os menores números de audiência da história). Apesar disso, Bial continua firme como o rosto do programa e ainda se envolveu mais na seleção dos confinados.
Os discursos de eliminação do apresentador são aguardados ansiosamente pelos fãs da casa mais vigiada do país. Graças ao BBB, o jornalista Pedro Bial deu lugar à celebridade Pedro Bial.

Repórter

No entanto, a carreira jornalística desse fã de Chacrinha não pode ser ignorada. Funcionário da Globo desde 1981, o repórter trabalhou inicialmente em uma afiliada da empresa na Bahia. Quando retornou ao Rio, tornou-se responsável por editar matérias do Jornal Hoje e do Jornal das Sete. Em 1983, ele substituiu Leda Nagle nas entrevistas especiais que o Hoje transmitia aos sábados. Entre 1984 e 1988, trabalhou como repórter exclusivo do Globo Repórter.


Em agosto de 1988, Bial assumiu o posto de correspondente internacional da emissora em Londres. Nos oito anos em que atuou na capital inglesa, esteve presente em acontecimentos que marcaram o fim do século 20, como a reunificação da Alemanha (1990), as guerras do Golfo (1991) e da Bósnia (1992) e o fim da União Soviética (1991). A queda do muro de Berlim permanece como uma das coberturas mais memoráveis da carreira do jornalista.
Versátil e perfeccionista em todos empreendimentos nos quais se envolve, Bial se tornou uma marca na história da tevê brasileira. O público brasileiro continua a contar com ele como parceiro de “espiadinhas”.

Quem é

Nome:
Pedro Bial
Nascimento: Rio de Janeiro (RJ)
Idade: 57 anos

Fora da tevê

Pedro Bial escreveu a biografia do fundador da rede Globo, Roberto Marinho, apesar de tê-lo encontrado apenas três vezes. No cinema, atuou como roteirista, produtor e diretor do documentário Os nomes do Rosa (1997) e do longa Outras Estórias (1999). Recentemente, Bial foi autor do espetáculo teatral Chacrinha,
o musical.

Para sempre jovem

Entre 2012 e 2014, Bial comandou o Na moral, voltado para o público jovem e que discutia assuntos polêmicos e delicados em formato de debate. A intenção da atração nunca foi de solucionar problemas, mas sim de oferecer um ambiente em que especialistas pudessem discutir abertamente. Apesar do conceito ambicioso, a interferência excessiva da emissora engessou o programa, prejudicando a audiência.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK