Brasília-DF,
18/OUT/2017

Confira o perfil do ator Cauã Reymond, ícone da televisão brasileira

Quebrando o estigma do personagem apenas bonito, o ator se tornou um dos artistas mais requisitados da tevê

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:10/07/2016 07:00Atualização:08/07/2016 14:15

 (Marcelo Tabach/Dikvulga?ao)
 

 

Em alta na tevê, Cauã Reymond foi escolhido para apresentar a terceira edição do Globo de Ouro Palco Viva — Samba, que começa amanhã. Ao lado de Taís Araújo, Cauã apresentará seis programas inéditos que pretendem celebrar o centenário do gênero musical mais genuinamente brasileiro e contar a história do samba com interpretações de mais de 50 artistas de todas as gerações.


Não foi à toa a escolha de Cauã. A versatilidade e a credibilidade do ator são marcas conquistadas em 13 anos de carreira e mais de 30 personagens. De mocinho a vilão; de rico a pobre — poucos são os atores que transitam tão bem entre os tipos na geração dele.

Ninguém imaginaria que o ator iria tão longe quando ele apareceu pela primeira vez na televisão como o Mau-Mau da temporada de Malhação de 2002.


O personagem foi o auge da explosão de Cauã como ator. Depois do sucesso, o artista ficou poucos períodos fora do ar, recebendo um papel atrás do outro. Alguns destaques foram o garoto de programa Mateus, que arrebatou os corações de era Holtz e Fernanda Montenegro em Belíssima (2005); o Halley da inovadora A favorita (2008); e o Jorginho de Avenida Brasil (2012), todas exibidas em horário nobre. Agora Cauã se prepara para um dos principais papéis da minissérie Justiça, prevista para estrear depois dos Jogos Olímpicos do Rio.


Apesar da trajetória de sucesso como ator, Cauã não tem nada de acomodado e não esconde o desejo de se aventurar por trás das câmeras. No filme Reza a lenda, lançado em janeiro deste ano, o ator aparece como protagonista e também assina a coprodução do filme, tendo sido responsável desde a captação até a escolha de elenco e cenários.

A paternidade


Fora das telas, é na paternidade que Cauã mais se esbalda. A pequena Sofia, de quatro anos, fruto do casamento com a atriz Grazi Massafera, que o diga. O paizão fez questão de combinar uma guarda compartilhada com a ex-mulher e não deixa de acompanhar cada passo da menina, que mora uma semana com o pai e outra com a mãe.


Em entrevista à revista Donna, no início do ano, o ator afirmou que a paternidade o deixou mais sereno e maduro e também o tornou um profissional mais completo. “Minha maior descoberta ao ser pai é que passou a ser cada vez mais fácil deixar o personagem no trabalho. Foi um dos maiores amadurecimentos pessoais. Chegar em casa, com aquela energia de papéis dramaticamente superfortes, e aí fecho a porta e, calma, agora sou eu, vamos brincar. O trabalho fica lá do lado de fora de casa”, contou.

Como você nunca viu!

Diferentemente do galã que muita gente está acostumada a ver, Cauã Reymond no último mês apareceu de uma forma que ninguém tinha visto antes. O ator causou polêmica ao aparecer no clipe da música Your armies, de Barbara Ohana, como Clara, transexual que sofre na pele o preconceito de um desconhecido cruel e violento. Com uma peruca loira, maquiagem e salto alto, o ator está quase irreconhecível.

Nas passarelas

Antes de aparecer em Malhação, era nas passarelas que Cauã Reymond chamava a atenção. Aos 17 anos, tornou-se modelo e trabalhou em Milão, Paris e Nova York. Quando decidiu ser ator, não se fez de rogado: matriculou-se no curso de Susan Batson, coach de nomes como Nicole Kidman e Tom Cruise.

SERVIÇO

Globo de Ouro Palco Viva Samba
Segunda a sábado, de 11 a 16 de julho, às 21h, no canal Viva.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK