Brasília-DF,
15/DEZ/2017

Coluna Eu Vi: Caio Blat surpreende cada dia mais na carreira de ator

O ator protagonizou ao lado de Ricardo Pereira a primeira cena de sexo gay da tevê brasileira

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diego Ponce de Leon Publicação:17/07/2016 07:01Atualização:15/07/2016 14:39

A cena foi destaque na novela 'Liberdade, liberdade' (Reprodução)
A cena foi destaque na novela 'Liberdade, liberdade'
 

Quando começou a carreira, Caio Blat prometia ser mais um galã efêmero. E, inicialmente, acabou de fato conhecido por conta da beleza física e dos anelados cachos. Houve quem apostasse que não passaria disso. Que ele faria algumas capas da Capricho, uma temporada em Malhação e morreria no esquecimento. Pois ele foi muito além.

Sempre preocupado com a construção dos personagens, Caio mergulha profundamente nos trabalhos e nos encanta desde Chiquinha Gonzaga, quando fez o amante da protagonista interpretada por Regina Duarte. Desde então, não acertou em todas, mas colecionou bons papéis que o colocaram entre os belos, mas também talentosos. A jornada no cinema trilha caminho similar, a exemplo do ousado Cama de gato, um marco underground das telas brasileiras.

Tantos anos depois, ele ainda nos surpreende. A inflamada, comentada e elogiada cena de sexo gay que fez em Liberdade, liberdade nos mostra o valor do ator, que se destacou por conta da expressão física e facial, retratando com fidelidade o desejo e o medo que o acometiam naquele instante. Um salve para Caio Blat!

Português

O ator Ricardo Pereira, que protagonizou a cena de sexo gay com Caio, também se saiu muito bem, vale dizer.

Diagnóstico


Em pleno 2016, tenho minhas dúvidas se a primeira exibição de uma cena de sexo entre dois homens na televisão aberta se trata de um avanço ou de um atraso. Por um lado, finalmente, algo tão natural do cotidiano adentra a dramaturgia. Por outro, convenhamos, a homossexualidade rola desde os primórdios, ou seja, poderia ter sido representada nas telas desde o invento da televisão. Não sei por que tanto alarde quanto à felicidade alheia.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK