Brasília-DF,
16/DEZ/2017

Constance Zimmer, indicada ao Emmy, conversa com o Correio

Atriz fala sobre as dificuldades de viver uma personagem tão diferente dela, no seriado 'UnReal'

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Renata Rios Publicação:11/09/2016 06:45Atualização:09/09/2016 16:20
Constance Zimmer se surpreendeu com a indicação ao Emmy (Kevin Winter)
Constance Zimmer se surpreendeu com a indicação ao Emmy
 
A atriz americana Constance Zimmer vem, cada dia mais, se destacando em suas aparições em séries televisivas. Após atuar em Entourage (Dana Gordon) e House of Cards (Janine Skorsky), agora ela se consagra na série UnReal, na qual vive a personagem Quinn King. “Tem muitas coisas que ela (Quinn) faz que eu nunca sonharia em fazer, mas eu tenho que acreditar nela e no que ela faz, então é divertido, é um desafio interpretá-la”, revela Constance, em entrevista ao Correio .

Ela recentemente ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante do Critic’s Choice Awards 2016. Constance ainda concorre ao Emmy, na mesma categoria e se mostra cheias de expectativas para a premiação, que acontece no dia 18 deste mês. “Por não ter sido esperada, a indicação realmente tirou meu fôlego. Não consigo achar palavras para descrever o que significa para mim e para o programa”, conta a atriz. Também estão na disputa Lena Headey, Emilia Clarke e Maisie Williams, de Game of Thrones, e Maggie Smith, de Downton Abbey.
 
Em House of Cards, a atriz teve o primeiro papel de destaque da carreira televisiva (Reprodução/Internet)
Em House of Cards, a atriz teve o primeiro papel de destaque da carreira televisiva
 
Segundo Constance, viver Quinn tem sido um desafio porque as diferenças entre elas é muito grande. “Quinn é o completo oposto de mim, de como eu lido com a vida e me relaciono com as pessoas”, completa. Segundo ela, a personagem é tão oposta, que após as gravações ela tem que se “desintoxicar” da personagem. “Toda vez que terminamos de gravar uma temporada, leva um bom tempo, algo como um mês para tirá-la toda do meu sistema”, ela revela.

Mas claro que a personagem também é alvo de carinho de Constance: “Eu gosto da Quinn, eu a amo! Eu preciso, se não, eu não a representarei completamente. Eu tenho que acreditar nela e no que ela faz.” Segundo a atriz, nesta segunda temporada, foi mais fácil interpretar a produtora. “No início eu tinha medo de interpretá-la”, confessa.

Mulheres
Constance acredita que é um misto de vários fatores explicam o sucesso de UnReal, mas destaca: “Acredito que as mulheres adoram que mostremos que nos não temos que ser um exemplo perfeito para sermos bem-sucedidas. Como mulher, você pode ser quem você é e estar orgulhosa disso”.

De fato, na série, tanto a personagem de Constance, quanto a de Shiri Appleby, Rachel Goldberg, são fortes e cheias de personalidade. “Essas são personagens que ainda não tínhamos visto, pelo menos não muito, especialmente duas incríveis, fortes personagens femininas como estas”, diz.

A série
UnReal é um programa criado por Marti Noxon e a produtora Sarah Shapiro — responsável pela produção do reality The bachalor, durante seis anos. 
 
O programa chega ao canal Lifetime com a segunda temporada. Como pano de fundo a série mostra os bastidores de um reality de namoro que está em sua 14ª temporada, o Everlasting, no qual um solteiro cobiçado deve escolher uma pretendente entre um grupo de mulheres.

Quem é?
Nome: Constance A. Zimmer 
Nascimento: Seattle, Washington, USA




COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK