Brasília-DF,
16/DEZ/2019

Empreguetes estão de volta! Novela Cheias de charme retorna às telinhas

O sucesso de 2012 volta no 'Vale a pena ver de novo'

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:18/09/2016 06:30Atualização:16/09/2016 17:21
'As empreguetes' foram um sucesso na ficção e na vida real (Matheus Cabral/TV Globo)
'As empreguetes' foram um sucesso na ficção e na vida real
 
Maria da Penha, Maria do Rosário e Maria Aparecida são pop stars. Não se lembra delas? E se falarmos das Empreguetes? Pois é! As cantoras que chamaram a atenção na novela Cheias de charme estão de volta a partir de amanhã, com a estreia da trama de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira no Vale a pena ver de novo. Com direção-geral de Carlos Araújo e supervisão de texto de Ricardo Linhares, a trama foi exibida pela primeira vez entre abril e setembro de 2012, com 143 capítulos, na faixa das 19h.
 
Cheias de charme marcou época pela relação entre a televisão e a internet. Os clipes das Empreguetes foi criado especialmente para as redes e bombou. Além disso, assuntos que estavam na ordem do dia, como os direitos trabalhistas das empregadas domésticas e o empoderamento feminino pontuavam a trama.
 
As três protagonistas se conhecem na cadeia e juram vingança contra as patroas, responsáveis pela prisão delas.  “Dia de empreguete, véspera de madame” era o lema do trio. Maria da Penha era vivida por Taís Araújo. Ela trabalhava na casa da cantora brega Chayene (uma impagável Cláudia Abreu) e a denuncia por agressão após a patroa jogar sopa na cara dela. Penha era batalhadora e fazia de tudo para ajudar a criar o filho e os irmãos, entre eles o advogado recém-formado Elano (Humberto Carrão), que a defende no processo contra Chayene.
 
Leandra Leal era Maria do Rosário, cozinheira de um bufê que é detida após invadir o camarim de Fabian (Ricardo Tozzi), cantor parceiro e namorado de Chayene. Por precisar de dinheiro para bancar o tratamento de saúde do pai, ela topa trabalhar na casa da cantora na vaga que era de Penha.
 
A terceira empreguete era Cida, personagem defendida por Isabelle Drummond. Mais jovem das três, ela se envolve numa briga na casa da patroa ao flagrar o namorado, Rodinei (Jayme Matarazzo), aos beijos com Brunessa (Chandelly Braz).
Além do trio de protagonistas, Cheias de charme consagrou Cláudia Abreu num papel cômico. Chayene não economizou nas artimanhas para infernizar a vida das meninas. Ricardo Tozzi também se destacou pelo papel duplo. Além de Fabian, ele vivia o sósia do cantor, Inácio. Simples, o rapaz odiava ser confundido com o astro pop.
 
Completam o elenco nomes como Bruno Mazzeo, Marcos Palmeira, Daniel Dantas, Leopoldo Pacheco, Aracy Balabanian e Jonatas Faro, entre outros.

Sucesso
Cláudia Abreu e Ricardo Tozzi viveram momentos de popstar mesmo. Eles foram ao Domingão do Faustão como Chayene e Fabian e cantaram — de verdade! — músicas como Xote da Brabuleta, composta especialmente para o folhetim.

Estreia
Cheias de Charme foi a primeira novela de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira como autores titulares. A dupla se conhecia há 20 anos, mas o primeiro trabalho juntos só aconteceu em Duas caras (2007), como colaboradores de Aguinaldo Silva.

Bombadas
O clipe das Empreguetes teve mais de 12 milhões de acessos no YouTube. A repercussão as levou ao Mais você.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK