Brasília-DF,
22/AGO/2017

Globo de Ouro; confira os melhores escolhidos pela redação do Correio

A 74ª edição do Globo de Ouro vai ao ar hoje em Los Angeles

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:08/01/2017 06:40Atualização:06/01/2017 14:57
%u201CStranger Things%u201D garantiu duas indicações ao Globo de Ouro: série dramática e atriz em série dramática, para Winona Ryder (Reprodução/Netflix)
%u201CStranger Things%u201D garantiu duas indicações ao Globo de Ouro: série dramática e atriz em série dramática, para Winona Ryder
 
Hoje, os melhores da televisão serão premiados durante a 74ª edição do Globo de Ouro. A cerimônia de premiação ocorre em Los Angeles, mas, no Brasil, dá para conferir às 22h no canal TNT. Desta vez, não vou dar meus pitacos sobre quem vai vencer. Farei diferente, darei o meu próprio Globo de Ouro. Veja abaixo os meus vencedores. Quem sabe são os seus também!
 

Melhor série de drama

 
Se você me acompanha aqui, não irá se surpreender com o meu vencedor nessa categoria: This is us. A produção de Dan Fogelman é o melhor drama familiar da história da televisão. É impossível não se relacionar com os problemas da família nada convencional dos Pearsons.

 

Melhor ator em série dramática

 

Gostaria de poder dar o prêmio a Rami Malek por Mr. Robot. Mas depois de uma ótima temporada estreante, não posso dizer o mesmo da sequência. Então, que o prêmio fique com Matthew Rhys pela elogiada The Americans.

Melhor atriz em série dramática
 

Começo dizendo que acho uma injustiça sem tamanho Winona Ryder ter sido indicada por Stranger things. Não acho que a atuação dela seja ruim, mas não chega a se destacar, até porque a atriz foi ofuscada pela maravilhosa Millie Bobby Brown, nem que sequer aparece na lista do Globo de Ouro. Por isso, meu prêmio é seu, Eleven!

Melhor ator em telefilme ou minissérie

 
Diante dos indicados, meu favorito é John Turturro, por The night of. O advogado interpretado por ele, John Stone, é um exemplo de pessoa, daquelas que queremos ser amigos.

Melhor atriz em telefilme ou minissérie

 
Sarah Paulson, Sarah Paulson e Sarah Paulson, essa é a minha grande vencedora e ponto. Ninguém foi tão Marcia Clark como Sarah Paulson (só a própria Marcia Clark). Atuação perfeita, apenas.

Melhor ator coadjuvante

 
Esse prêmio tem que ser do ator Sterling K. Brown (foto). A indicação é por American crime story: The people v. O.J. Simpson, mas valeria aqui também uma citação por This is us.

Melhor atriz coadjuvante
 

Minha escolhida aqui é Lena Headey, de Game of thrones. Lena merece aplausos por conseguir fazer uma personagem tão odiada e ao mesmo tempo tão adorada pelos fãs da fantasia.

Melhor série de comédia/musical

 
Seria injusto se eu escolhesse entre os cinco indicados (Atlanta, Black-ish, Mozart in the jungle, Transparent e Veep), porque eu nunca vi nenhum deles. Por isso, aqui dou o Globo de Ouro para alguém que nem sequer foi nomeado: Crazy ex-girlfriend, a série que definitivamente representa essa categoria, por ser ao mesmo tempo uma comédia e um musical. Até por isso, meu prêmio de melhor atriz em série de comédia/musical é para Rachel Bloom (foto), a protagonista da trama. E pelos mesmos motivos citados acima, não escolherei entre os melhores atores em série de comédia/musical.

Melhor telefilme ou minissérie

 
Não tem jeito, American crime story: The people v. O.J. Simpson é de longe a melhor série produzida por Ryan Murphy e também a melhor minissérie de 2016. Reproduzir uma história real pode até ser fácil, mas aqui é feita com maestria e faz a gente perceber o quão absurdo foi o julgamento do ex-atleta O.J. Simpson, acusado de matar a ex-mulher.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK