Brasília-DF,
13/DEZ/2017

Com enredo sobre favelas, São Clemente desfila na avenida

Terceira escola de samba a entrar na Sapucaí vai contar a história dos morros cariocas. Segunda agremiação da noite, a Grande Rio homenageou a cidade fluminense Maricá

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:02/03/2014 23:53Atualização:03/03/2014 00:56


 ( Yasuyoshi Chiba/ AFP Photo )

 


A São Clemente é a terceira escola de samba a desfilar na avenida na noite deste domingo (02/03). Com 35 alas e sete alegorias, a agremiação pretende descrever o surgimento das favelas no Rio de Janeiro. O desfile começou com uma referência a guerrilheiros que lutaram na Guerra de Canudos e mais tarde encontraram uma planta chamada faveleira no morro da Providência. O líder do movimento que lutou contra o exército brasileiro, em Canudos, na Bahia, de 1896 a 1897, Antônio Conselheiro foi representado com bonecos na avenida.

Já o quarto carro da escola trouxe a representação das favelas modernas, com destaque para a musicalidade, com referências aos bailes funks. No início do desfile, o abre-alas da escola teve um problema com o motor. Cerca de 15 pessoas estão ajudando a empurrar o carro pela avenida. A São Clemente tem a rainha da bateria mais nova do grupo especial. Raphaela Gomes tem apenas 15 anos.




COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.