Brasília-DF,
18/AGO/2017

Vinícius Reis encara triângulo de personagens em crise, em Noites de reis

Ambientado em Paraty (RJ), o longa competiu no último Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, sem repercussão de prêmios, exceto para o ator Enrique Díaz

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:14/06/2013 06:00Atualização:13/06/2013 14:50
Cena do filme Noites de Reis, ambientado em Paraty, exibido no Festival de Cinema de Brasília (Vinicius Reis/Divulgação)
Cena do filme Noites de Reis, ambientado em Paraty, exibido no Festival de Cinema de Brasília

Depois da elogiada ficção Praça Saens Peña, o diretor Vinícius Reis encara mais um triângulo de personagens em crise, em Noites de reis. Ambientado em Paraty (Rio de Janeiro), o longa competiu no último Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, sem repercussão de prêmios, exceto o de ator para Enrique Díaz. Carente de maior estrutura dramática e com roteiro nada facetado, o longa tem premissa cercando estágios de ruptura para as personagens Dora, Jorge e Júlia, respectivamente, casal e filha. Entre todos, paira a tensão de um luto.

Saiba mais...
Amparado mais nas interpretações do que em situações, fica nítida a falta de unidade dos atores Bianca Byington, Enrique Díaz e Raquel Bonfante. Díaz, na ausência de concorrentes, faz entender o Candango de melhor ator recebido, sobressaindo-se em cenário frágil. Numa tentativa de imprimir maior liga, a inclusão de fantasias e o ânimo advindo da Folia de Reis (incorporada na trama) fica a meio caminho. Como adendo, vale a menção de Fabrício Tadeu (O som ao redor), pela eficiente direção de fotografia.

Confira o trailer do filme

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES