Brasília-DF,
18/DEZ/2017

A espuma dos dias tem todos os ingredientes caros ao cinema de Michel Gondry

Os elementos surreais dos filmes de Gondry estão fortemente representados na fita

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:12/07/2013 06:04Atualização:11/07/2013 15:18

Audrey Tatou e Romain Duris voltam a fazer par romântico em A espuma dos dias, de Michel Gondry (Pandora/Divulgação)
Audrey Tatou e Romain Duris voltam a fazer par romântico em A espuma dos dias, de Michel Gondry
Os franceses Audrey Tatou e Romain Duris protagonizam o novo longa de Michel Gondry (Brilho eterno de uma mente sem lembranças), que estreia nesta sexta-feira (12/7) em Brasília. Em A espuma dos dias, Colin (Duris) é um rico entediado que nunca teve sorte com as mulheres até encontrar Chloé (Tatou) numa festa. Apesar de um turbulento começo de romance, os dois passam por belos momentos em Paris, apaixonam-se e casam-se. A crise começa quando Chloé é diagnosticada com uma doença rara e tudo muda na vida do casal.

Saiba mais...
Baseado no livro homônimo do francês Boris Vian (1920-1959) — engenheiro, poeta, compositor, romancista e músico —, o filme tem todos os ingredientes caros ao cinema de Michel Gondry: fantasia e realidade reunidos para contar a história de amor de um casal excêntrico e único. Os elementos surreais dos filmes de Gondry estão fortemente representados na fita.

A produção de arte foi feita por Stéphane Rosenbaum, que já trabalhou com o diretor em Sonhando acordado, e traz carros em formato de nuvens, além de outros elementos igualmente mágicos, como um piano que prepara drinks ou uma mesa sobre skates. Além disso, Boris Vian era um grande fã de jazz, e Gondry trouxe o estilo musical para o filme, mas também deixou elementos pop, como a presença de Paul McCartney na trilha sonora.

 

Assista ao trailer

 

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES