Brasília-DF,
28/JUN/2017

Inquietações do regime de Fidel Castro estão no filme Uma noite

O longa de estreia de Lucy Mulloy ganhou prêmio de melhor roteiro no Biff

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:26/07/2013 06:25Atualização:25/07/2013 14:26

Jovens sem perspectivas em Cuba enfrentam o mar: tudo já foi mostrado por outras obras do país (IFC Films/Divulgação)
Jovens sem perspectivas em Cuba enfrentam o mar: tudo já foi mostrado por outras obras do país

A produção cubana de filmes é insular como a localização geográfica de Cuba. Quase sempre trata dos egressos cubanos que enfrentam os tubarões no trajeto até Miami. O filme de estreia de Lucy Mulloy junta todas essas inquietações do regime de Fidel Castro. Comete ousadias, mas não apresenta o tema da imigração cubana de maneira que já não a tenhamos visto. Raul (Daniel Arrechaga), Elio (Javier Núñez Florián) e a narradora Lila (Anailín de la Rúa de la Torre), um trio de jovens de Havana não consegue enxergar perspectivas no horizonte infinito da ilha.

Saiba mais...
Não há emprego, estudo ou melhorias das condições sociais. Nada muda. O futuro não será diferente. O filme-denúncia às vezes se aproxima do melodrama. Versando sobre as mesmas questões, a comédia de terror Juan dos mortos (ainda não entrou em cartaz em Brasília) faz considerações mais virulentas sobre a situação de Cuba, quando hordas de zumbis forçam sobreviventes a sair do país. Demasiadamente previsível, Uma noite se desenrola sem surpreender nem o espectador. A película ganhou o prêmio de melhor roteiro no 1º Festival Internacional de Cinema de Brasília (Biff), no ano passado, e de melhor filme no Tribeca Film Festival 2012.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES