Brasília-DF,
18/OUT/2017

Red 2 mantém tom de comédia, porém com mais ironia

O tom irônico tende a aumentar, uma vez que o diretor do filme de 2010, Robert Schwentke, saiu do projeto e agora quem assume a direção é Dean Parisot, mais conhecido por dirigir comédias da tevê, como Monk

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:02/08/2013 06:02Atualização:01/08/2013 17:26

O elenco também conta com participação de Mary-Louise Parker, Anthony Hopkins e Catherine Zeta-Jones (Paris Filmes/Divulgação)
O elenco também conta com participação de Mary-Louise Parker, Anthony Hopkins e Catherine Zeta-Jones

O mundo vai ser salvo por um time de aposentados pela segunda vez. Essa é a promessa de Red 2 — Aposentados e ainda mais perigosos, sequência do filme de 2010 sobre um grupo de espiões reformados da CIA que pegam uma missão com o propósito simples e frugal de salvar o mundo. Nesta segunda aventura, John Malkovich e Helen Mirren continuam sob comando de Bruce Willis, no papel do agente Frank Moses. Eles têm a missão de encontrar um dispositivo nuclear portátil.

O que fez de Red um filme divertido foi a grande quantidade de humor sobre si mesmo. O tom irônico tende a aumentar, uma vez que o diretor do filme de 2010, Robert Schwentke, saiu do projeto e agora quem assume a direção é Dean Parisot, mais conhecido por dirigir comédias da tevê, como Monk. Mas Parisot diz que, apesar dos personagens cômicos, a estrutura de filme de ação se manteve. O elenco também conta com participação de Mary-Louise Parker, Anthony Hopkins e Catherine Zeta-Jones.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES