Brasília-DF,
25/JUN/2017

Filme de James Franco sobre sadomasoquismo gay estreia em 2014

Obra explora em ficção cenas de sexo que teriam sido deletadas do longa Parceiros na noite, de 1980, com Al Pacino

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diário de Pernambuco Publicação:21/08/2013 13:31Atualização:22/08/2013 09:39

 (Michael Loccisano/Getty Images/AFP)

A distribuidora Releasing Strand acaba de adquirir os direitos para exibir o filme experimental Interior. Leather bar, dirigido por James Franco e Travis Mathews. O longa foi apresentada no Festival de Sundance em 2012 e, mais tarde, teve exibição no Festival de Berlim.

A narrativa ousada e avant-garde explora temas homossexuais com base nas cenas deletadas do filme cult Parceiros na noite, de 1980, dirigido por William Friedkin (O exorcista e Matador de aluguel), e baseou-se no livro de Gerald Walker.

Em Parceiros na noite, Al Pacino interpreta um jovem inspetor de polícia que, na esperança de subir no ranking da corporação, se infiltra no mundo sadomasoquista gay de Nova York para resolver uma série de assassinatos. Interessante, apesar de montagem que descartou dezenas de minutos inicialmente previstos, o filme causou escândalo logo em sua estreia.

Para fazer este filme-homenagem, James Franco colaborou com Travis Mathews, diretor popular junto à comunidade gay underground e autor de vários filmes de arte erótica. Franco se declara "muito animado e feliz com o filme ter finalmente encontrado uma parceria perfeita para chegar aos cinemas".

A Releasing Strand ainda não comunicou a data de estreia, mas acredita-se que isso deve acontecer no começo do ano que vem nos EUA. A ideia é conciliar o lançamento com a agenda mais do que lotada de James Franco, que tem diversos projetos em andamento, entre eles, a biografia de Charles Bukowski e do poeta norte-americano Hart Crane.

 

Confira o trailer

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES