Brasília-DF,
20/JUL/2017

Crítica destaca trilha e roteiro de Faroeste caboclo em festival de Toronto

O filme impressionou a imprensa canadense principalmente pela trilha sonora e pela habilidade de retratar a capital federal no passado

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:11/09/2013 18:40Atualização:11/09/2013 18:40
O site cinemablographer.com deu ao filme quatro de cinco estrelas (Hugo Santarem-Pixel Imagem/Divulgação)
O site cinemablographer.com deu ao filme quatro de cinco estrelas

O longa Faroeste caboclo, que estreou na noite da última terça-feira (10/9) para o público do 38º Festival Internacional de Cinema de Toronto, recebeu elogios da crítica especializada. O filme, que participa na categoria Contemporary World Cinema, impressionou a imprensa canadense principalmente pela trilha sonora e pela habilidade de retratar a capital federal no passado.

"Um dos pontos fortes de 'Brazilian western', além da maneira suntuosa e quase onírica de captar como uma cápsula do tempo a Brasília do passado, é a habilidade de misturar as diversas tramas, subtramas e flashbacks com relativa facilidade", afirmou o crítico do portal indiewire.com, especializado em cinema independente. Entre outros pontos positivos, o site destacou a trilha punk rock, os figurinos e as atuações dos protagonistas Fabrício Boliveira, Isis Valverde e Felipe Abib.

O site cinemablographer.com deu ao filme quatro de cinco estrelas, e afirmou que o triângulo amoroso rejeita os finais fáceis que seriam vistos num filme hollywoodiano. Ainda segundo a crítica, o filme "reveste a fábula com um conteúdo que geralmente falta no cinema de Hollywood. [O diretor René] Sampaio usa esse conto violento para fazer uma parábola sobre grandes vícios - racismo, diferença de classes e miséria - que causam tamanha violência".

O ator Fabrício Boliveira e a produtora Bianca de Felippes estiveram presentes na sessão de estreia. A expectativa da equipe de produção é de fechar acordos internacionais de exibição para o longa durante o evento, que é conhecido por receber filmes concorrentes ao Oscar. Por lá, já passaram Quem quer ser um milionário (2008), Guerra ao terror (2009), O discurso do rei (2010) e Argo (2012) , vencedor da última edição do prêmio da Academia. A saga de João de Santo Cristo já levou mais de 1,5 milhão de pessoas aos cinemas, segundo a produção do longa.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Luiz Silva 12 de Setembro às 08:52

A historia abordada na trama do filme Faroeste Caboclo-apesar da violencia-retrata muito mais uma Brasília romantica do que violenta.Violencia é oque se ver hoje com:mensaleiros que não pagam pelos seus crimes,com deputado preso que não perde mandato,com auxílio reclusão...será Q o crime ñ compensa?

[Denunciar]

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES