Brasília-DF,
22/JUN/2017

Animação Tá chovendo hambúrguer chega aos cinemas embalado por sucesso nos EUA

A sequência começa exatamente onde termina o filme anterior, de 2009

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Olívia Florência Publicação:04/10/2013 06:03

O cientista  Flint Lockwood (D): experimentos criam alimentos vivos (Sony Pictures/Divulgação)
O cientista Flint Lockwood (D): experimentos criam alimentos vivos

Tá chovendo hambúrguer 2 chega ao Brasil com credenciais de sucesso de bilheteria. O filme alcançou o topo das bilheterias dos Estados Unidos na semana passada, com mais de US$ 34 milhões arrecadados. É um ótimo começo. Nas proximidades do Dia das Crianças, é fácil entender o motivo. Hiperbólico em cores, sons, cenas de ação e (claro), comida em tamanho gigante por todo lado, o filme é feito para quem tem até 6 anos. Entretanto, isso está longe de ser um defeito. É no visual que se encontram as qualidades da fita.

A história do cientista Flint Lockwood começa exatamente onde termina o filme anterior, de 2009. Agora, a máquina criada por Flint que transformava água em comida (e causou uma chuva de hambúrgueres e tornados de espaguete) cria “comidanimais”, vários tipos de alimentos gigantes que vivem normalmente. O inventor e seus amigos entram numa aventura para tentar parar a máquina, mas no caminho descobrem que esses seres desenvolveram sentimentos.



O filme também peca na lição de moral desgastada e no exagero. No fim, é impossível não se sentir um pouco indigesto depois de tanto tempo encarando comida gordurosa e gigante. Apesar disso, todos os elementos que irritam os adultos no cinema parecem agradáveis às crianças — o público-alvo, afinal.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES