Brasília-DF,
25/JUN/2017

Primeiro longa nacional feito em stop-motion, Minhocas estreia nesta sexta

Com orçamento de US$ 4,6 milhões (cerca de R$ 10 milhões), o longa é modesto em relação a seus pares de Hollywood, como A fuga das galinhas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:20/12/2013 06:08
Júnior (de óculos) lidera um motim de minhocas contra um terrível tatu-bola (Animaking/Divulgação)
Júnior (de óculos) lidera um motim de minhocas contra um terrível tatu-bola

Minhocas já entra nos cinemas com uma vitória: é o primeiro longa brasileiro feito com a técnica stop-motion, em que cada quadro é fotografado e, depois, a sequência de imagens dá a impressão de movimento. O filme conta a história de Júnior, uma minhoca pré-adolescente que é capturada por uma escavadeira e levada para um lugar onde os anelídeos são controlados por um tatu-bola que quer dominar o mundo. Júnior tenta, com a ajuda de seus amigos, conseguir fugir do vilão e voltar para casa.

Saiba mais...
A animação é a estreia de Paolo Conti e Arthur Nunes. Os dois já haviam feito um curta sobre a história em 2005. Com orçamento de US$ 4,6 milhões (cerca de R$ 10 milhões), o longa é modesto em relação a seus pares de Hollywood: A fuga das galinhas e Noiva cadáver, por exemplo, custaram cerca de US$ 60 milhões.

Assista ao trailer

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES