Brasília-DF,
18/OUT/2017

Em entrevista ao Correio, David Koechner fala sobre a continuação de O âncora

"Apostamos em mostrar o quanto ele está errado ao se comportar daquela maneira (com relação a racismo)", disse o ator sobre os temas polêmicos no filme

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:28/02/2014 06:05Atualização:27/02/2014 17:42
O ator diz se sentir mais assediado agora do que na época do primeiro filme (Paramount/Divulgação)
O ator diz se sentir mais assediado agora do que na época do primeiro filme

"O humor tem a capacidade de fazer rirmos de nós mesmos. Nós cometemos erros, e isso é normal", observa o ator David Koechner que, na trupe da comédia Tudo por um furo, tem se sentido mais assediado do que na época do longa O âncora — A lenda de Ron Burgundy (a primeira parte de Tudo por um furo) e da série The office. No atual filme, em que divide cenas com Will Ferrell e Steve Carell, ele guarda certezas dos personagens: "Eles se consideram autoridades. É o tipo de gente em que sempre esbarramos. Mas , no fundo, no fundo, eles são palhaços".

Brincando com fogo, a trupe chega a arriscar graça com racismo, tema que substitui o sexismo da primeira fita. "Ela tem uma faca!" e "Ah! Apenas esmurre a mulher…" são algumas das falas de Koechner, quando se espanta (e se precavê, de forma jocosa) com a nova chefe, na trama. Na medida dos humoristas que ele tanto admira — Dabney Coleman (de Como eliminar seu chefe e Tootsie), Monty Python, Saturday Night Live e Abbot & Costello — há limites para a graça mais deslocada. "Apostamos em mostrar o quanto ele está errado ao se comportar daquela maneira (com relação a racismo). Ouvir meu personagem falando todas aquelas coisas erradas apenas enfatiza, no espectador, o quanto aquilo está errado", conclui.

Você se rende muito à improvisação? E como se relaciona com a comédia standup?

Comecei a minha carreira, com base nela, há 25 anos. Foi minha escola de teatro inicial. Para mim, é tão básico como o ato da fala. Quanto à standup, se você estiver disposto à verdade, e responder de modo honesto aos estímulos, terá sucesso no improviso. O que não se pode é tentar fazer ou fabricar uma piada. Mas, caso não consiga, do modo que descrevi, fazer as pessoas rirem, o melhor caminho é o de parar. Quem tem o timing de palco, deve lutar por mais tempo em frente à plateia.

Como você descreveria Judd Apatow, produtor do Tudo por um furo, e tão reconhecido por Ligeiramente grávidos e O virgem de 40 anos?

Ele é um cara impressionante. Ele realmente despontou desde suas primeiras tentativas na comédia. Ele fez desde shows importantes para a tevê norte-americana e filmes que fizeram com que se tornasse um ícone. Ele tem inteligência e foco no propósito. Ele se adapta às escalas macro e micro, na análise dos filmes.

Você tem certa resistência ao tratamento de temas considerados ofensivos, até pelo fato de ter cinco filhos? Ficou público seu descontentamento com Larry the cable guy (2006), chamado de retardado na trama…

É um linguajar muito agressivo usar a expressão retardado. Às vezes você faz filmes por motivos diferentes. Naquele caso, meu agente estava mais à frente do processo. Fiz o filme, mas não me arrependo. Valeu tudo, pela graça. Não gosto do humor unicamente gerado para machucar e ferir. Nisso, é que está o meu limite como comediante.

Como você reage, no momento em que o diretor determina o "ação"?

É excitante e desafiador ouvir esta expressão. Você faz toda a sua preparação e então parece que você está jogando algo, em campo, qualquer esporte. Ação é o revólver, é o lançamento da isca. Vem a adrenalina e o desejo de render seu máximo.

Você é um fã de esportes?

Mal tenho tempo de assistir, em casa, a qualquer coisa. Gosto de esportes, mas não posso assumir o interesse real por isso: já tenho cinco crianças! Não posso administrar outro esporte, além do da criação deles. Mesmo na minha infância, não havia a opção do futebol, entre as práticas escolares.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES