Brasília-DF,
26/JUL/2017

Sátira de filme de terror, Inatividade Paranormal explora comédia contra racismo

O longa-metragem é escrito e atuado por Marlon Wayans

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:25/04/2014 06:02Atualização:25/04/2014 17:00
Em uma das sequências, Malcolm contracena com uma boneca de porcelana  (Play Arte/Divulgação)
Em uma das sequências, Malcolm contracena com uma boneca de porcelana

“Negros é que cometem assassinatos; brancos, suicídio.” Solta, assim, uma das provocações do roteiro que coloca à prova a vontade de riso do espectador. Quatorze anos depois de Todo mundo em pânico, Marlon Wayans se juntou ao produtor de As branquelas, Rick Alvarez, e roteiristas criaram mais um veículo para Wayans.

No maior dos clichês, passado um ano desde o último “problema”, Malcolm retorna ao lado dos enteados e da namorada (Jamie Pressly). Agora, em Inatividade paranormal 2, ele lida com novos dilemas: o menino e seu amigo imaginário brincam com um jogo de chá (para tomar vodca) e a moça não desgruda de uma caixa.

Desesperado por causa de um cachorro, o ator negro chama a ambulância, com a ressalva de que se trata de um “cachorro branco”. E assim se avolumam as piadas racistas.
 
Assista ao trailer:
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES