Brasília-DF,
18/DEZ/2017

'Praia do Futuro', com Wagner Moura, conta história homoafetiva; confira

Longa brasileiro narra como dois homens incompletos tentam desesperadamente encontrar seus encaixes no mundo

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Yale Gontijo Publicação:16/05/2014 06:01Atualização:15/05/2014 12:05
Donato troca o Brasil pela Alemanha para viver um grande amor (Alexandre Ermel/Divulgação)
Donato troca o Brasil pela Alemanha para viver um grande amor

Há um deslocamento geográfico importante em Praia do Futuro. O protagonista Donato (Wagner Moura) deixa o ensolarado Ceará para viver o inverno europeu em Berlim, na Alemanha. Não sabemos muito sobre Donato. Ele é um salva-vidas da Praia do Futuro, arrimo de família que não conseguiu salvar uma pessoa num dia ruim de trabalho. A vítima era o amigo do alemão Konrad (Clemens Schick). Eles se apaixonam e vivem um ardente romance.

Saiba mais...
Donato opta por sair do país e deixa um pedaço de si no Brasil. Anos depois, o irmão Ayrton (Jesuíta Barbosa) o encontra trabalhando na Europa como mergulhador.

A história é de homens incompletos, tentando desesperadamente encontrar seus encaixes no mundo. Heróis sem heroísmo lembram os brasileiros desesperançados de Terra estrangeira (1996), de Walter Salles e Daniela Thomas. Porém, enquanto Terra estrangeira era ligado ao desmantelamento ideológico de uma geração, este se fia em sentimentos existenciais.

Karim Aïnouz iniciou a carreira com Madame Satã há 12 anos. E, desde o experimento de Viajo porque preciso, volto porque te amo (2009), tem encolhido seus filmes, narrando histórias com estruturas dramáticas mais simples. Além disso, Praia faz parte de uma linhagem de filmes brasileiros recentes ao narrar histórias de afeto entre iguais sem tom panfletário.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES