Brasília-DF,
18/OUT/2017

'O massacre da serra elétrica' completa 40 anos e será exibido dentro e fora do Brasil

Filme será exibido na sexta-feira pelo Grupo de Estudos de Cinema de Terror da Aeso

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diário de Pernambuco Publicação:21/05/2014 13:06Atualização:21/05/2014 13:26
Festival de Cannes vai exibir uma cópia restaurada do longa. (Vortex/Divulgação)
Festival de Cannes vai exibir uma cópia restaurada do longa.
Foi no ano de 1974 que o Texas deixou de ser um lugar seguro. Pelo menos para fãs de filmes de terror: o estado foi o cenário escolhido pelo diretor Tobe Hooper para produzir O massacre da serra elétrica. A obra de baixo orçamento trazia a história de um grupo de adolescentes perseguidos por uma família de canibais. O roteiro assinado por Kim Henkel e a direção de Hooper formatou uma obra que marcou época e passou a figurar em qualquer lista dos filmes mais assustadores de todos os tempos.

O Festival de Cannes, na França, exibe na quinta-feira (22) uma cópia restaurada de O massacre em formato 4K - tecnologia que garante resolução com quatro vezes mais pixels do que uma projeção em HD. Diversas mostras estão agendadas em vários países. Em Olinda, o Grupo de Estudos de Cinema de Terror da Aeso realiza exibição comemorativa, gratuita e aberta ao público, na sexta-feira, às 9h - com direito a debate após a sessão.

A trama de O massacre da serra elétrica teria sido baseada em fatos reais. Mas o roteiro é inspirado nos crimes do norte-americano Ed Gein, que, na década de 1950, foi preso por assassinar duas pessoas, além de fazer objetos de decoração com crânios, ossos e peles. O caso também inspirou os roteiros de Psicose (1960) e O silêncio dos inocentes (1992).

No filme de Tobe Hooper, cinco amigos viajam pelo Texas. Não demora para ficarem sem gasolina e pedirem ajuda em uma casa habitada por canibais. Entre os assassinos, destaque para Leatherface, que usa máscara de pele humana. Clássico também é a sequência com a mocinha Sally.

Diferentemente de outros filmes do gênero, onde a final girl (última garota) apenas corre do vilão, Sally enfrenta uma noite de torturas. Quando O massacre foi lançado, a audiência o considerou tão chocante que muitos foram embora da pré-estreia. A película foi censurada na Inglaterra, Alemanha, Finlândia, Suécia, Austrália e no Brasil, durante a ditadura militar, sendo lançado apenas na década de 1980.

Dentro do filme

O equipamento

Apesar do título, Leatherface não utiliza uma serra elétrica, mas, sim, uma motosserra.

A derrocada
Tobe Hooper dirigiu O massacre da serra elétrica 2, em 1986. Crítica e público não gostaram da sequência.

E mais fracassos
As demais continuações vieram em 1990 e 1994. Um remake foi realizado em 2003, seguido por pré-sequência em 2006 e novo filme em 3D em 2013. Nenhum deles alcançou o sucesso do original.

Ponta no terror

Astros de Hollywood já participaram da série. Dennis Hopper esteve na parte 2, Viggo Mortensen na 3 e Renée Zellweger e Matthew McConaughey na 4. Dennis Hopper já declarou que O massacre da serra elétrica 2 foi o pior filme de que participou.

Onde achar

O massacre pode ser assistido em várias plataformas. Está disponível na íntegra no YouTube, em canais por assinatura, como a Sky, e no Netflix (TV por streaming).

Assista ao trailer:

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES