Brasília-DF,
25/JUN/2017

Documentário sobre vida de Hélio Oiticica impressiona com imagens de arquivo

Confira a crítica para o documentário, finalizado em 2012, e em cartaz atualmente

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Paula Bittar, Especial para o Correio Publicação:15/08/2014 06:03Atualização:18/08/2014 11:42
Hélio Oiticica com os parangolés: a riqueza de imagens estrutura o documentário (Guerrilha Filmes/Divulgação)
Hélio Oiticica com os parangolés: a riqueza de imagens estrutura o documentário

A riqueza das imagens de arquivo impressiona logo nos primeiros minutos de filme. O acervo estrutura o documentário sobre a vida de Hélio Oiticica. Uma linha tênue separa as filmagens antigas daquelas feitas em virtude do longa. Mesmo para observador atento, será difícil distinguir o novo do velho. E isso não é importante. A montagem cuidadosa do diretor César Oiticica Filho, sobrinho do artista plástico, deixa com que o próprio ícone da arte contemporânea brasileira se apresente ao público.

Saiba mais...
O filme pode ser cansativo para quem não está acostumado com a linguagem experimental, mas essa escolha casa perfeitamente com a obra do artista plástico. As sensações ficam ressaltadas quando obra, música e personalidade integram a mesma cena.

O documentário levou mais de cinco anos para ficar pronto. Foi finalizado em de 2012, mas só neste ano entrou em circuito nacional. Os trabalhos de pesquisa, recuperação dos filmes e parte do legado do artista fazem do longa um serviço para cultura do país.

Assista ao trailer do documentário:
 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES