Brasília-DF,
15/DEZ/2017

Seth MacFarlane se perde entre piadas em Um milhão de maneiras de pegar na pistola

No longa, Albert Stark (interpretado pelo próprio MacFarlane) é um criador de ovelhas desastrado e covarde que vive no Arizona em 1882

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Alexandre de Paula - Especial para o Correio Publicação:19/09/2014 06:30Atualização:19/09/2014 12:12

Neil Patrick Harris (Barney em How I Met Your Mother) participa do filme (Universal Pictures International/Reprodução)
Neil Patrick Harris (Barney em How I Met Your Mother) participa do filme

Aclamado pelo trabalho na televisão em séries como Family guy e American dad, Seth MacFarlane tenta, com o longa Um milhão de maneiras de pegar na pistola (infeliz tradução brasileira para A million ways to die in the west) a segunda incursão pelo cinema, depois do polêmico Ted (2012). A despeito das boas produções televisas, MacFarlane derrapa na tentativa de paródia do gênero Western e não esboça qualquer evolução em relação à primeira obra para as telonas.


No longa, Albert Stark (interpretado pelo próprio MacFarlane) é um criador de ovelhas desastrado e covarde que vive no Arizona em 1882 e conhece todas as formas possíveis de se morrer no Velho Oeste.


Desiludido após ser abandonado pela namorada Louise (Amanda Seyfried), que o acha um fraco, Stark só recupera alguma motivação quando se apaixona por Anna (Charlize Theron) sem saber que ela é casada com o maior bandido da região, Clinch (Liam Neeson). A história, a partir daí, não é difícil de imaginar. MacFarlane se decepciona ao descobrir as mentiras da amada, mas mesmo assim enfrenta todas as dificuldades para ficar com ela.


Dizer que o filme é totalmente sem graça seria mentir. Em certos pontos, MacFarlane acerta a mão com a veia ácida e sarcástica que lhe é característica. Pena que esses momentos são raros. Grande parte do longa é perdida com piadas escatológicas desnecessárias e a lenta apresentação das covardias do protagonista e de sua trajetória. Por fim, Um milhão de maneiras de pegar na pistola se torna maçante e longo. Um bom trabalho de corte e edição o tornaria melhor.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES