Brasília-DF,
25/JUL/2017

O melhor de mim mostra um casal que se separa por obra do destino

Os ex-apaixonados se deparam com a dúvida se o amor entre eles sobreviveu ao tempo

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:31/10/2014 07:00Atualização:30/10/2014 15:07

 (Divulgação)


Os fãs das obras literárias de Nicholas Sparks já sabem que, quando levadas ao cinema, elas não reservam muitas surpresas. A trama do casal jovem que, por obra do destino, se separa e depois se reencontra está sempre lá.


Saiba mais...
Em O melhor de mim também é assim. Vividos por Liana Liberato e Luke Bracey, os jovens Amanda e Dawson se apaixonam, mas o pai dela não aprova o relacionamento porque a família dela é mais rica e o rapaz está envolvido com drogas. Vinte anos mais tarde — agora defendidos por Michelle Monaghan e James Mardsen — eles se reencontram em um velório.


Ela, como sempre desejaram seus pais, está casada e tem filhos com um homem da mesma classe social, enquanto ele continua solteiro e esbanja gentileza e educação. Agora, os ex-apaixonados se deparam com a dúvida se o amor entre eles sobreviveu ao tempo.

Saiba Mais
A ideia do diretor Michael Hoffman era contar com Paul Walker no papel de Dawson. O astro chegou a topar participar do longa, mas morreu em um acidente de carro em novembro do ano passado.

 

Além de O melhor de mim, mais obras de Sparks foram levadas à telona, como Um amor para recordar, Querido John e Um homem de sorte.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES