Brasília-DF,
18/DEZ/2017

Clássico dos contos de fadas, Cinderela estreia nos cinemas; confira

A obra é estrelada por Lily James e Cate Blanchett

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:27/03/2015 06:00Atualização:26/03/2015 14:05
A tradicional personagem dos desenhos ganha interpretação de Lily James (Walt Disney/Divulga??o)
A tradicional personagem dos desenhos ganha interpretação de Lily James
Há 25 anos, quando emplacou uma reanimação de Henrique V nas telas, o diretor Kenneth Branagh foi comparado ao perfeccionista Laurence Olivier. Exageros à parte, numa trilha singular, o britânico recentemente tem se aventurado com sucesso em campos distintos, caso das reciclagens introduzidas para o filme de Thor e para o espião de Operação sombra: Jack Ryan. Credenciais das boas, portanto, para um retoque em Cinderela, consagrada obra com o selo da Disney.

Saiba mais...
Repaginada para o recente Caminhos da floresta, a Cinderela de Branagh, por sorte, transborda vitalidade, mesmo sem apelos fáceis de 3D e de infidelidades em relação ao original.

Há estranhamento no excesso de mortes na trama que cerca Ella (Lily James, de Downton Abbey), sempre com algo "de mágico" no cotidiano embalado por coragem e gentileza.

A donzela, no roteiro assinado por Chris Weitz - que, não por acaso, com o ator mexicano Demián Bichir, realizou Uma vida melhor -, viverá de remendos e com inabalável dignidade.

"Ordinária" e "assanhada" são os predicados encontrados na polpuda facção da narrativa entregue aos talentos de duas irmãs de ocasião (caricatas, na medida) e da madrasta (Cate Blanchett, a angulosa e pérfida "madame").

Grande parte da mensagem positiva do filme reside na pergunta do príncipe (Richard Madden): "Quem é você, de verdade?", feita para Ella. Entre gatos (onde Lúcifer é um achado) e ratos, e tristes momentos de solidão no sótão, a moça irradia uma invejável persistência, para se provar única.

Com atores do porte de Derek Jacobi e Helena Bonham-Carter (a bizarra fada-madrinha), Branagh faz a festa e, mais ainda, quando entram em cena dois momentos únicos proporcionados pelo cinema: a sequência da dança (quase uma homenagem a O rei e eu) e toda a sorte de transformações para a ida ao baile de gala.

Bônus

Maior faturamento bruto para uma animação (estimados US$ 1,3 bilhão), Frozen - Uma aventura congelante coloca um subproduto, em forma de curta (Frozen: febre congelante), antecedendo cada sessão de Cinderela.

Confira o trailer de Cinderela:


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES