Brasília-DF,
23/OUT/2017

Dólares de Areia traz Geraldine Chaplin em trama que aborda temática sexual

Selecionado para o Festival de Toronto, o longa rendeu ainda prêmios de melhor atriz nos festivais de Havana e de Chicago para a protagonista Gerladine Chaplin

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:24/04/2015 06:06
Geraldine Chaplin tem uma atuação consistente na trama
 (Tucuman Filmes/Divulga??o)
Geraldine Chaplin tem uma atuação consistente na trama
Foi com a história de um haitiano em busca de oportunidades (vista em Jean Gentil) que o cineasta mexicano Israel Cárdenas se tornou conhecido no Brasil, ao vencer o prêmio da crítica no Festival de Gramado de 2011. Entre outros temas que explora, o realizador, que chega ao quarto longa-metragem, fala de situações limite e das implicações de exílio, além da dinâmica de estrangeiros que convivem com mix de culturas.

Saiba mais...
Daí ter tomado de empréstimo, com a corroteirsita e codiretora Laura Amelia Guzmán, um texto do francês, de origem argelina, Jean-Noëll Pancrazi, na concepção de Dólares de areia.

Selecionado para o Festival de Toronto, o longa rendeu ainda prêmios de melhor atriz nos festivais de Havana e de Chicago para a protagonista Gerladine Chaplin (que esteve em Brasília, ano passado, por ocasião do Brazilian Internacional Film Festival). Um roteiro com pegada frouxa é o que diferencia a fita de aparentado, já distante, Ventos de agosto (de Gabriel Mascaro).

Rodado na área de Samaná (paradisíaca porção da República Dominicana), o filme transcorre sem muita emoção, alinha personagens a ambientes naturais e se vale de intérpretes amadores, como Yanet Mojica (na pele da nativa Noeli) e Ricardo Ariel Toribio (Yeremi, na trama).

Um dos pontos interessantes para os brasileiros é a do reverso da moeda, em termos de turismo sexual: o habitante tem menor postura de vítima, precisamente num enredo que se aprofunda em questões de velhice e de solidão.

Além disso, é bastante corajosa a atuação de Geraldine Chaplin que, entre uma dúzia de filmes em andamento e em finalização, se mantém ativa e, na pele de Anne, explora uma relação lésbica, ao mesmo tempo em que retoma, em modesta proporção, o sonho interrompido de ex-estudante da Royal Ballet School.

Confira o trailer de Dólares de areia:

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES