Brasília-DF,
22/OUT/2017

Filme 'O imigrante russo' traz história de amor entre dois jovens

O longa do cineasta soviético Stanislav Güntner reafirma o vigor do atual cinema alemão

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:29/05/2015 08:03Atualização:28/05/2015 12:39
 (Tucuman Filmes/Divulgação)

Uma história de amor com perspectivas à la Romeu e Julieta, além de claros inimigos infiltrados numa trama relacionada a limites éticos e à regeneração do protagonista, está demarcada em O imigrante russo. Filme de estreia do cineasta soviético Stanislav Güntner, o longa reafirma o vigor do atual cinema alemão que, por sinal, está em mostra gratuita na cidade.

Saiba mais...
Não é apenas a classe social do jardineiro de ocasião Dima (MarkFilatov, bastante convincente) que pesa para um distanciamento sistemático que ele sente em relação à sociedade. Adulto, às vias de assumir maiores responsabilidades, ele ganha o apelido debochado “o alemão” (Nemez, em russo), dado por espécie de mentor na criminalidade, Georgij (Alex Brendemühl).

Nemez está atrás de identidade, uma vez que ele não se sente pleno por ser um russo que mora na Alemanha.



A partir de uma trama bem editada, Nemez tem como apoio o amor pela estudante de arte Nadja (Emilia Schüle). Com algo de versão jovem para Senhores do crime (estrelado, em 2007, por Viggo Mortensen), o diretor Stanislav Güntner envolve a plateia na história que avança por contravenções em leilão de artes.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES