Brasília-DF,
27/MAI/2017

Comédia Meu passado me condena 2 chega às telonas nesta semana

A sequência traz Fábio Porchat e Miá nos papéis principais

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:03/07/2015 06:15
A graça de Fábio Porchat e Miá Melo chega a Portugal
 (Paris Filmes/Divulga??o)
A graça de Fábio Porchat e Miá Melo chega a Portugal
"Eu sou um homem de certezas", anuncia, com petulância, Álvaro (Ricardo Pereira), um dos maiores rivais do frouxo casamento ostentado pelos personagens que, há dois anos, abocanharam a nona posição entre as comédias mais assistidas desde a retomada do cinema nacional: Fábio e Miá (Fábio Porchat e Miá Mello). Álvaro é um dos entraves involuntários para a felicidade dos protagonistas que atravessam crise dos três anos.

Dirigido com leveza por Julia Rezende, o filme que aborda "as bodas de couro ou de trigo" tira graça do cotidiano, da queda de convicções amorosas e de um punhado de explícito ciúmes inserido na ação. A súbita morte da avó comanda a troca de cenário, com o enredo em Portugal. Como sempre, a naturalidade de Porchat dá as caras - quem, melhor do que ele, poderia desiludir uma roda de crianças, disparando um: "e foi todo mundo infeliz para sempre"?

No lucrativo negócio das funerárias lusitanas, os amigos de Fábio e Miá, Wilson (Marcelo Valle) e Suzana (Inez Viana, impagável) enredam o meio de campo, comendo pelas beiradas, ao cercarem o dia a dia do avô de Fábio, interpretado pelo divertido Antônio Pedro.

Até a fase da "perdição lisboeta", ao lado do amigo Cabeça (Rafael Queiroga), Porchat coroa asolteirice com a providencial presença de Ritinha (Mafalda Rodiles).

Já Miá se esforça para que coadjuvantes e espectadores revejam o conceito de princesa. No mais, pesa o ar de uma comédia romântica, com dados bucólicos.

Confira o trailer de Meu passado me condena 2:


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES