Brasília-DF,
18/DEZ/2017

Longa-metragem chileno reconta os passos do escritor Pablo Neruda

A narrativa o acompanha enquanto escapava da perseguição política do governo Gabriel González Videla

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Anna Beatriz Lisbôa - Especial para o Correio Publicação:10/07/2015 06:01Atualização:09/07/2015 15:44
O ator José Secall interpreta o 'fugitivo' Neruda (Extremo Sur Films/Divulgação)
O ator José Secall interpreta o "fugitivo" Neruda
O longa-metragem Neruda é guiado pelas palavras do poeta chileno, seja em forma de versos, seja por meio de contundentes discursos políticos. O filme de Manuel Basoalto, documentarista que estreia na ficção, acerta ao não tentar abarcar toda a rica biografia do escritor.

Saiba mais...
O filme se esquiva do generalismo ae foca um momento específico na vida de Pablo Neruda, seguindo seus passos enquanto escapava da perseguição política do governo Gabriel González Videla, no fim dos anos 1940.

A fuga que o poeta empreendeu por uma rota de contrabandistas em direção à Argentina ganha tons de suspense e aventura, com o olhar do cineasta valorizando as paisagens ao pé da Cordilheira dos Andes.

Esta primeira (e ousada) tentativa chilena de retratar a vida de seu mais conhecido escritor no cinema de ficção sofre com o rigor formal.

A rigidez da narrativa é acentuada pelos cacoetes típicos de cinebiografias de época (o recurso de contextualizar os fatos pelas manchetes de jornal anunciadas por um garotinho), pelo diálogo rebuscado e pela narração formal que sufoca os belos planos da natureza local.

Veja o trailer de Neruda - Fugitivo:

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES