Brasília-DF,
22/OUT/2017

Reviravoltas do amor são retratadas em 'Os Maias'

Adaptação da obra de Eça de Queirós é dirigida por João Botelho

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:13/11/2015 07:00Atualização:12/11/2015 17:49

Os Maias — Cenas da vida romântica traz a obra de Eça de Queirós ao cinema, sob a direção de João Botelho. A trama começa com o regresso do jovem Carlos da Maia (Graciano Dias) a Lisboa e aos braços do avô após uma longa viagem pela Europa.
 
O ano é 1875 e Carlos tem um diploma em medicina pela Universidade de Coimbra, um futuro brilhante pela frente e, apesar de fazer parte de uma das famílias mais influentes e tradicionais da época, uma predileção por amantes e más companhias. Junto ao amigo de infância João da Ega (Pedro Inês), o médico cai nos braços da vida com uma única preocupação: viver o presente.
 
Isso muda com a chegada de Maria Eduarda (Maria Flor) à cidade. A moça sobre a qual pouco se sabe é olhada com estranhamento pelos habitantes, com exceção de Carlos, que se apaixona por ela. Os próximos 14 meses da vida do protagonista giram em torno dos desdobramentos do caso tórrido com Maria Eduarda e de uma descoberta que irá revirar a vida da família Maia.

Confira as sessões de Os Maias — Cenas da vida romântica aqui.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES