Brasília-DF,
24/JUL/2017

No coração do mar propõe revisão de conceitos

Ron Howard assina caprichada versão para o clássico Moby Dick

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:04/12/2015 07:00
O impacto visual chama a atenção no longa (Warner Bros/Divulgação)
O impacto visual chama a atenção no longa

Uma boa revisão de conceitos está proposta em No coração do mar, mais recente longa assinado por Ron Howard (Apollo 13 — Do desastre ao triunfo). Tendo como eco a criação do clássico Moby Dick, a narrativa bane heroísmo e vitórias fáceis das fitas de Hollywood. Com sobriedade que faz lembrar a de Mestre dos mares (2003), o longa dilui o brilho da ficção Moby Dick e centra maior fogo no desenvolvimento da crise do “malcasado” (como sublinha um personagem) par habilitado ao comando do barco Essex: o experiente Owen Chase (Chris Hemsworth), confiante e subaproveitado, e o prepotente chefe dele, George Pollard (Benjamin Walker).
 
 
 
Há embate nas águas, à la O velho e o mar (1958). De proporções agigantadas e persistente, uma baleia-branca não se conforma com posto de mera presa dos marinheiros, determinados ao enriquecimento, no ano de 1820. Acatando limite de tempo para o desenvolvimento de bom enredo, editores que habitualmente trabalham com Ron Howard se prestam a exímio timing. A favor do filme há ainda a qualificada direção de fotografia de Anthony Dod Mantle (127 horas).
 
Para além do duelo de autoridade do enredo, o filme questiona a dominação exercida pelo homem, numa época em que havia “demanda global” pelo valioso óleo, anterior ao petróleo, e que era extraído de baleias. Com as desoladoras imagens pós-naufrágio, há impacto visual de mutilação de uma baleia e da admirável audácia imposta ao jovem Thomas Nickerson (o ótimo Tom Holland), que tem por desafio operar dentro do interior de uma baleia.
 
A cena só enfatiza os dizeres do capitão, vencido na ideia de representar um “rei terrestre”: “Há pouca felicidade na nossa sobrevivência”. Com o filme, Ron Howard ultrapassa a condição de eterno adaptador para cinema das obras de Dan Brown (O código Da Vinci).

Confira as sessões de No coração do mar aqui.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES