Brasília-DF,
25/ABR/2017

'Vai que dá certo 2' continua sucesso de comédia

O filme, parceria entre Fábio Porchat e o diretor Maurício Farias, envolve os personagens em confusões após tentativa de comercialização de um vídeo de sexo

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:08/01/2016 06:53Atualização:08/01/2016 10:23

Argumento frágil e interpretações pouco convincentes pontuam sequência de comédia nacional (Vantoen/Divulgação. Filme, Vai que Dá Certo 2, de Mauricio Farias com Danton Mello, Fábio Porchat e Lúcio Mauro Filho.)
Argumento frágil e interpretações pouco convincentes pontuam sequência de comédia nacional

Maquinações em torno de imagens com cenas de sexo capazes de constranger já foram mote de várias comédias, como Cilada.com e Sex Tape: perdido na nuvem. Agora, neste filme em que o diretor Maurício Farias e o ator Fábio Porchat tomam parte do roteiro, o sexo gráfico registrado em DVD vira objeto de chantagem no grupo dos esculachados amigos Tonico (Felipe Abib), Danilo (Lúcio Mauro Filho), Rodrigo (Danton Mello) e Amaral (Porchat).

 



Ainda que trate de uma fita descolada de fórmula, em termos de desenvolvimento de diálogos (mas não de situações), pouco concorre para coroar o esforço do mesmo diretor de A grande família: o filme. De genuíno, há o humor da figura vivida pelo veterano Lucio Mauro, um avô desmiolado, e a breve composição de Felipe Rocha, na pele do policial bem vigiado e dependente da mãe. Até mesmo o excesso de palavrões soa forçado. Com tipos caricatos como Danilo (Lúcio Mauro Filho, vivendo um espertalhão) fica quase impossível dar crédito a atores esforçados como Natália Lage e Danton Mello.


Clique aqui e confira as sessões do filme

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES