Brasília-DF,
26/JUN/2017

'Para minha amada morta' estreia nos cinemas de Brasília

Filme é a estreia do diretor Aly Muritiba em longas-metragens

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:01/04/2016 06:30


Bem caberia um refrão de Perfeição (Legião Urbana) para a vida do protagonista do filme de estreia de Aly Muritiba em longas-metragens, Para minha amada morta. Na trama, Fernando (o premiado Fernando Alves Pinto) parece carregar o coração apressado para se libertar de “maldade e ilusão”. Viúvo, ele sofre as fraturas de um romance idealizado e que ficou no passado. O drama para o pai de família que trabalha para a polícia fica ainda mais caudaloso, pela descoberta póstuma de traição conjugal.

Com exemplares montagem e direção (donas de Candango do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro), o longa dispõe de coadjuvantes fortes e igualmente premiados (Lourinelson Vladmir e Giuly Biancato). Uma jornada particular de vingança se desenha no enredo em que Fernando passa a habitar a casa de Raquel (Mayana Neiva), justo a mulher do desconhecido, ironicamente batizado Salvador, que cortejou sua ex-mulher. Movimentada por sobressaltos, e alastrada de vícios e hipocrisias, a trama se desdobra com fluência muito crível. 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES