Brasília-DF,
18/NOV/2017

III Festival Primeiro Olhar para primeira infância chega ao Cine Brasília

Mostra ComKids é voltada para crianças de até 5 anos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:30/06/2016 14:00Atualização:14/07/2016 10:37

Atenção, mães e pais de bebês e crianças até 5 anos em Brasília: começou mais uma edição do Festival Primeiro Olhar − Festival Internacional de Teatro para a Primeira Infância, trazendo de 27 de junho a 17 de julho de 2016 espetáculos como: poemas cênicos; um canto visual de um barítono e um percussionista; uma mostra de filmes para bebês.

O programa aberto ao grande público de bebês, crianças, seus acompanhantes e interessados em geral vai ocupar três sábados e domingos seguidos na Sala Plínio Marcos da Funarte, com espetáculos sempre às 11h e às 15h.

- See more at: http://roteirobaby.com.br/2016/06/iii-festival-primeiro-olhar-arte-para-primeira-infancia.html#sthash.tXOZkXrF.dpuf

Trudi e Kiki, de Eva Furnari, é uma das animações da mostra (Reprodução/Internet)
Trudi e Kiki, de Eva Furnari, é uma das animações da mostra
 

 

Companhias da Europa e do Brasil pioneiras na arte de fazer teatro para bebês estarão em Brasília, de 27 de junho a 17 de julho, para participar do III Primeiro Olhar – Festival Internacional de Teatro para a Primeira Infância no Distrito Federal.

A mostra, há seis anos mantida pela companhia hispano-brasileira La Casa Incierta, contará nesta edição com poemas cênicos, ode visual de um barítono e um percussionista, filmes, oficina, recital para prematuros e um seminário sobre o Marco Legal da Primeira Infância. Paralelamente às edições realizadas em Brasília, o Festival já circulou pelas cidades do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e São Bernardo do Campo (SP).

Confira a programação

Sábado (16/7)


11h - Mostra ComKids – III Festival Primeiro Olhar – Entrada Franca
Encantamentos - Mais estrelinhas, Formigas, Cores na água, Caleidoscópio (Encantamientos – Más estrellitas, Hormigas, Colores en el agua, Caleidoscopio, Argentina, 2012, 1 min 2 s, classificação livre), de Pakapaka, Ojos Brujos.

Sinopse: Série de pílulas produzidas pelo canal e produtora argentinos cuja linguagem transcorre em uma lógica de não linearidade. Na produção, as sensibilidades são exploradas em cada uma de suas dimensões. Ao assistir as peças, as crianças pequenas são estimuladas a se encantar e a entrar em contato com seus sentidos.

Ella - Ella e a planta, Ella desenha, Ella árvore, Ella estrelas (Brasil, 2011, animação, 20segundos, classificação libre), de VJ Suave e comKids.

Sinopse: Pílulas animadas criadas pelo VJ suave especialmente para o comKids. As temáticas ambientais das peças se devem à celebração do evento comKids Green, realizado em 2011 no Sesc Vila Mariana, voltado a profissionais das áreas de cultura e educação (entre outras) para crianças.

Design ah! ( Japão, 2011, 15 min, classificação livre, )Dir: Masakazu Sato.

Sinopse: Design ah! é uma série de não ficção da TV pública japonesa NHK. Apresenta, para as crianças, o conceito artístico e funcional do desenho industrial de objetos, mostrando como essas invenções criativas podem tornar a vida das pessoas mais prática, divertida e bela.

Que som é esse? (What sound is this? Japão, 4min 10s), produção TV NHK.

Sinopse: Obra realizada em técnica stop-motion, com base na arte do bordado. Traz uma rica trilha sonora acompanhando cada uma das três histórias do conteúdo (trens, sapos e fogos de artifício). Nas narrativas, simples linhas são responsáveis pela condução das pequenas tramas.

Eu estou jogando (I'm playing, Turquia, 2 min 18 s, classificação livre, TRT), de Çocuk.

Sinopse: Obra de não ficção que explora o cotidiano e as brincadeiras de crianças da Turquia. Na obra, as horas do dia são o ponto de partida para a descoberta de novas formas de jogar e de construir brinquedos a partir de itens descartados e elementos naturais.

Trudi e Kiki (Brasil, 2010, animação, 7 min, classificaçõ livre), de Eva Furnari.

Sinopse:
Uma menina e uma bruxinha da mesma idade trocam de famílias por acidente. Quando seus caminhos se cruzam, Trudi e Kiki se encontram com a divertida experiência que é conviver com gostos, hábitos e vidas bem diferentes.

A oficina de Tord (Tord’s garage, Noruega, 2012, 4 min, classificação livre), direção: Ragnhild Giaever.

Sinopse: Tord é um garoto de nove anos que estuda animais selvagens em sua garagem e compartilha com os espectadores seu entusiasmo e descobertas. Neste episódio, ele nos apresenta um aquário com anêmonas.

Vamos nessa! - Brincando no quintal
(Dale que? – La siesta en Cerrillos, Argentina, 2013, 15 min, classificação livre), .

Sinopse: Série que convida meninos e meninas a brincar, a estimular a imaginação, a pensar mundos possíveis e impossíveis e a deixar-se levar pelas mais desatinadas propostas. A série valoriza o direito de brincar, o prazer das brincadeiras e a existência de tempos e espaços para colocá-las em prática.

Tonky - Tonky e o sapo
(Tonky y el sapo, Uruguai, 2006, animação, 1 min, classificação livre) de Walter Tournier.

Sinopse: Tonky é um menino que gosta de brincar. Criativo, gracioso, interessado, ele se diverte com qualquer objeto. Sempre que joga, ele aprende alguma coisa nova. No episódio, Tonky se encontra com um sapo saltitante.

João, o galo desregulado (Brasil, 2013, 10 min, musical, classificação livre), de Camila Carrossine e Alê Camargo.

Sinopse: Musical que narra a história de João, um galo com um comportamento um tanto diferente. Ele chegou a ficar famoso por cantar na hora que bem queria, mas foi surpreendido pelas mudanças no tempo e por uma transferência de morada. A vizinhança não imaginava a tristeza que a falta do galo causaria. Baseado em fatos reais.

Domingo (17/7)

11h - Mostra ComKids – III Festival Primeiro Olhar – Entrada Franca
Encantamentos - Mais estrelinhas, Formigas, Cores na água, Caleidoscópio (Encantamientos – Más estrellitas, Hormigas, Colores en el agua, Caleidoscopio, Argentina, 2012, 1 min 2 s, classificação livre), de Pakapaka, Ojos Brujos.

Sinopse: Série de pílulas produzidas pelo canal e produtora argentinos cuja linguagem transcorre em uma lógica de não linearidade. Na produção, as sensibilidades são exploradas em cada uma de suas dimensões. Ao assistir as peças, as crianças pequenas são estimuladas a se encantar e a entrar em contato com seus sentidos.

Ella - Ella e a planta, Ella desenha, Ella árvore, Ella estrelas (Brasil, 2011, animação, 20segundos, classificação libre), de VJ Suave e comKids.


Sinopse: Pílulas animadas criadas pelo VJ suave especialmente para o comKids. As temáticas ambientais das peças se devem à celebração do evento comKids Green, realizado em 2011 no Sesc Vila Mariana, voltado a profissionais das áreas de cultura e educação (entre outras) para crianças.

Design ah! (Japão, 2011, 15 min, classificação livre) de Masakazu Sato.

Sinopse: Design ah! é uma série de não ficção da TV pública japonesa NHK. Apresenta, para as crianças, o conceito artístico e funcional do desenho industrial de objetos, mostrando como essas invenções criativas podem tornar a vida das pessoas mais prática, divertida e bela.

Que som é esse? (What sound is this? Japão, 4min 10s), produção TV NHK.

Sinopse: Obra realizada em técnica stop-motion, com base na arte do bordado. Traz uma rica trilha sonora acompanhando cada uma das três histórias do conteúdo (trens, sapos e fogos de artifício). Nas narrativas, simples linhas são responsáveis pela condução das pequenas tramas.

Eu estou jogando (I'm playing, Turquia, 2 min 18 s, classificação livre, TRT), de Çocuk.

Sinopse: Obra de não ficção que explora o cotidiano e as brincadeiras de crianças da Turquia. Na obra, as horas do dia são o ponto de partida para a descoberta de novas formas de jogar e de construir brinquedos a partir de itens descartados e elementos naturais.

Trudi e Kiki (Brasil, 2010, animação, 7 min, classificaçõ livre), de Eva Furnari.

Sinopse: Uma menina e uma bruxinha da mesma idade trocam de famílias por acidente. Quando seus caminhos se cruzam, Trudi e Kiki se encontram com a divertida experiência que é conviver com gostos, hábitos e vidas bem diferentes.

A oficina de Tord (Tord’s garage, Noruega, 2012, 4 min, classificação livre), de Ragnhild Giaever.

Sinopse:
Tord é um garoto de nove anos que estuda animais selvagens em sua garagem e compartilha com os espectadores seu entusiasmo e descobertas. Neste episódio, ele nos apresenta um aquário com anêmonas.

Vamos nessa! - Brincando no quintal
(Dale que? – La siesta en Cerrillos, Argentina, 2013, 15 min, classificação livre).

Sinopse: Série que convida meninos e meninas a brincar, a estimular a imaginação, a pensar mundos possíveis e impossíveis e a deixar-se levar pelas mais desatinadas propostas. A série valoriza o direito de brincar, o prazer das brincadeiras e a existência de tempos e espaços para colocá-las em prática.

Tonky - Tonky e o sapo (Tonky y el sapo, Uruguai, 2006, animação, 1 min, classificação livre) de Walter Tournier.


Sinopse: Tonky é um menino que gosta de brincar. Criativo, gracioso, interessado, ele se diverte com qualquer objeto. Sempre que joga, ele aprende alguma coisa nova. No episódio, Tonky se encontra com um sapo saltitante.

João, o galo desregulado
(Brasil, 2013, 10 min, musical, classificação livre), de Camila Carrossine e Alê Camargo.

Sinopse: Musical que narra a história de João, um galo com um comportamento um tanto diferente. Ele chegou a ficar famoso por cantar na hora que bem queria, mas foi surpreendido pelas mudanças no tempo e por uma transferência de morada. A vizinhança não imaginava a tristeza que a falta do galo causaria. Baseado em fatos reais.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES