Brasília-DF,
27/JUN/2017

Divórcio é o mote do longa iraniano 'Nahid: Amor e liberdade'

Mesmo com autorização a protagonista enfrenta desafios para ficar com o filho e viver um novo amor

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:29/07/2016 06:12Atualização:28/07/2016 18:20
Uma Teerã sombria é apresentada em 'Nahid: Amor e liberdade' (Internet/Reprodução)
Uma Teerã sombria é apresentada em 'Nahid: Amor e liberdade'

Mais de um ano depois de ter sido bem recebido no Festival do Rio, o iraniano 'Nahid: Amor e liberdade' chega ao circuito comercial. Assinado por Ida Panahandeh, o longa trata de uma questão delicada para os iranianos: o divórcio.
 
A protagonista Nahid consegue autorização do marido para se divorciar. Mas as leis daquele país passam para o pai a guarda do filho. Para não ficar longe do filho, Nahid faz um acordo com o ex-companheiro: ela paga uma mensalidade para ele e se compromete a não ter outros namorados.
 
 
 
A questão se complica quando Nahid conhece e se apaixona por Masoud (Pejman Bazeghi). Como forma de se defender da lei, ela começa a tratar o rapaz com frieza, mas ele insiste no relacionamento.
 
Veja aqui os horários do filme.
 
As lentes de Ida Panahandeh nos apresentam a uma Teerã sombria, sem muitas cores e sempre nublada. A melancolia do cenário se reflete no estado de espírito de Nahid, do ex-marido dela, de Masoud e até da criança.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES