Brasília-DF,
19/OUT/2017

Casos de agressão contra a mulher inspiram filme de Marcos Schechtman

'Vidas partidas' conta a história que vai de amor a agressões quando Graça passa a ganhar salário equivalente ao de Raul

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:05/08/2016 06:05Atualização:04/08/2016 16:50
O amor de Raul e Graça logo se transforma em um caso de polícia
 (Reprodução/Internet)
O amor de Raul e Graça logo se transforma em um caso de polícia

Os alarmantes casos de agressão contra a mulher levaram o diretor Marcos Schechtman e o roteirista José Carvalho a Vidas partidas, filme com Domingos Montagner e Naura Schneider.
 
Ele vive Raul e ela é Graça. Nos anos 1980, os dois se casam e têm duas filhas. O casamento é dos melhores até que a carreira de Graça deslancha ao mesmo tempo em que a de Raul vai mal. A situação só piora quando ele perde o emprego.
 
 
 
Pensando nas contas a pagar, Graça pede ao ex-marido que indique Raul para uma vaga como professor numa universidade. Quando Raul e Graça voltam a ter salários equivalentes, ele se torna violento e as agressões a Graça passam a ser constantes. Não apenas as físicas: Raul tem um caso extraconjugal com uma aluna e faz questão de que Graça saiba, humilhando-a.
 
Veja aqui os horários do filme.
 
As cenas fortes e de elogiada fotografia, assinada por Elton Menezes e Rafael Rahal, mostram uma pegada quase documental de Vidas partidas. Assim como o enorme dilema que toma conta de Graça: denunciar ou não Raul à polícia? Acreditar ou não quando ele diz que a ama e que as agressões não se repetirão?



COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES