Brasília-DF,
23/JUN/2017

'A corte' transita entre diferentes gêneros para contar a história de Michel

O juiz tem uma paixão platônica que reaparece e mexe com a vida pessoal e profissional dele

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:02/09/2016 06:15Atualização:01/09/2016 17:10
'A corte' concorreu ao Leão de Ouro, em Veneza (Reprodução/Internet)
'A corte' concorreu ao Leão de Ouro, em Veneza

Em A corte, dirigido pelo francês Christian Vincent, Michel é um juiz fechado e recluso. O magistrado é conhecido por uma postura extremamente profissional nos tribunais. Tudo vira ao contrário, no entanto, quando uma antiga paixão platônica de Michel, Ditte, reaparece como jurada em um de seus casos.
  
O juiz é interpretado por Fabrice Luchini e a jurada pela dinamarquesa Sidse Babett Knudsen. Em entrevista sobre o filme, o diretor explicou a escolha do elenco: “O filme foi escrito para Luchini desde o início, mas eu não sabia qual atriz seria. Eu estava querendo uma atriz francesa, mas nenhuma veio à mente. Eu queria que ela fosse uma mulher real.”
 
 
 
Veja os horários em que esse filme está passando. 
 
Com difícil classificação, o filme caminha por vários gêneros, como drama e comédia, e se passa quase todo dentro do tribunal.  “O que me intrigou sobre filmar um julgamento também foi a possibilidade de jogar os holofotes sobre o que se passa nos bastidores. Eu gosto de filmar cozinhas, pelas mesmas razões, em vez de apenas a sala de jantar”, comentou.



COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES