Brasília-DF,
26/JUN/2017

Com Benedict Cumberbatch como protagonista, 'Doutor Estranho' adiciona magia ao universo Marvel

O filme apresenta visual psicodélico e conta a história de Strange, um neurocirurgião que se torna um super-herói após um acidente de carro

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Alexandre de Paula- Especial para o Correio Publicação:04/11/2016 06:21Atualização:03/11/2016 13:42
Um dos destaques de Doutor Estranho são os efeitos especiais (Internet/Reprodução)
Um dos destaques de Doutor Estranho são os efeitos especiais

O neurocirurgião Stephen Strange vai colocar o mundo da Marvel literalmente de cabeça para baixo. Com poder de transitar entre dimensões paralelas e de alterar gravidade e espaço, o Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) chega aos cinemas com visual psicodélico, colocando, de fato, prédios e paisagem de ponta cabeça e com a missão de dar um ar místico para o universo da Marvel nas telonas.
 
Com orçamento estimado em US$ 165 milhões, o longa conta a origem do super-herói. Strange é um neurocirurgião talentoso e arrogante, que perde parte dos movimentos da mão depois de um acidente de carro. Obcecado pela cura, ele viaja para a Ásia, onde encontra um ancião que poderia tratá-lo por meio da magia.
 
O personagem — nos quadrinhos um velho feiticeiro tibetano —  é interpretado no filme pela atriz Tilda Swinton. A Anciã, no entanto, não oferece a cura ao Doutor e propõe iniciá-lo nas artes mágicas. A partir daí, surge o conflito em que Strange precisa escolher entre levar uma vida normal e defender o mundo.
 
Confira as sessões do filme em 2D e 3D.
 
O vilão central do longa, Kaecilius, é um ex-discípulo da Anciã. Ele se revolta com as decisões da líder e acredita que o mundo seria melhor se ele fosse o Mago Supremo.
 
O antagonista é interpretado pelo dinamarquês Mads Mikkelsen. É contra ele que o Doutor Estranho vai batalhar.
 
 
Astro
Desde o início, um dos principais destaques do longa foi a escolha de Benedict Cumberbatch para o papel de Doutor Estranho. O ator, que fez a série Sherlock e foi indicado ao Oscar por O jogo da imitação, foi uma escolha que agradou público e crítica. Além do carisma, o ator também se parece fisicamente com a maneira como o personagem é representado nas histórias em quadrinhos.
 
Em entrevista sobre o filme para o The Guardian, Cumberbatch revelou que não tinha nenhum envolvimento com o personagem antes e comentou a origem do visual do longa. “Eu não estava familiarizado com o Doutor Estranho quando criança”, conta. “Como todos os quadrinhos de origem, eles estão muito ligados à era em que nasceram, e assim este surgiu em uma era de psicodélicos e drogas experimentais”, justifica o visual exuberante do longa. 


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES