Brasília-DF,
18/NOV/2017

'Jonas' traz de volta o clichê de romance entre a dama e o vagabundo

O longa conta a história do filho da empregada que sequestra a filha da patroa, por quem tem uma paixão platônica, num feriado de carnaval

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:04/11/2016 06:21Atualização:03/11/2016 15:18
 
O cinema brasileiro vira e mexe abraça um intérprete para ser a cara dele. Assim foi, anteriormente, com Selton Mello, Mariana Ximenes ou Lázaro Ramos. O atual queridinho é o ator Jesuíta Barbosa. É ele quem estrela Jonas, de Lô Politi, que estreia na cidade depois de ser exibido no Festival de Tiradentes deste ano. O elenco ainda traz Laura Neiva, Chay Sued e Criolo.
 
Confira as sessões deste filme. 
 
Jesuíta vive o rapaz que batiza o longa. Jonas é filho da empregada doméstica de uma família de classe alta em São Paulo. Ele sempre manteve uma paixão platônica por Branca (Laura Neiva), filha da patroa da mãe dele. Mas a menina não quer saber dele. A solução encontrada por ele é sequestrá-la no feriado de carnaval e escondê-la dentro de um carro alegórico em forma de baleia.
  
Personagens de Criolo e Jesuíta Barbosa disputam o coração de Laura Neiva em Jonas (Reprodução/Internet)
Personagens de Criolo e Jesuíta Barbosa disputam o coração de Laura Neiva em Jonas

Branca acaba se apaixonando por Jonas no cativeiro. Sedutora, ela também “enfeitiça” os personagens de Criolo e Chay Sued. 

A câmera de Politi chamou a atenção da crítica em Tiradentes por apresentar uma linguagem pop, com imagens tremidas e nervosas, além de cortes rápidos e takes coloridos.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES