Brasília-DF,
22/SET/2017

Religiosidade e ousadia são retratados em 'Sangue do meu sangue'

O diretor Marco Bellochio mistura religião e prazer utilizando uma ruptura de tempo e espaço

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Ricardo Daehn Publicação:02/12/2016 06:45
Religião e prazer estão lado a lado no novo filme de  Marco Bellochio (Reprodução/Internet)
Religião e prazer estão lado a lado no novo filme de Marco Bellochio
Ousadia sempre foi a marca do provocativo diretor Marco Bellochio, que respondeu por filmes excepcionais, como Bom dia, noite (2003) e Vincere (2009). Ele tem artimanhas, como manipular rupturas e versões para uma mesma sucessão de eventos; entre outros, A bela que dorme (2012), com diferentes prismas circunscritos à eutanásia, e as nuances de um pretenso estupro, em O processo do desejo (1991), que colocava em choque a aluna e um professor acusado de molestá-la.
 
Veja as sessões do filme. 
 
Como Bellochio mesmo demarca, fez de Sangue do meu sangue um filme “estranho”.  Não há por que duvidar da honestidade dele, já que encavala dois filmes. 

Na primeira parte, ambientada no século 17, há a melhor das fatias: com exame distanciado do catolicismo, ele registra a punição reservada para a jovem freira Benedetta (Lidiya Libermann), que teria levado um homem ao suicídio, em razão dos avanços sexuais. É na cidade de Bobbio (Itália), que ficam as marcas que terão desdobramento confuso na segunda parte do filme, numa incômoda ruptura de tempo e espaço.
 
 
 
Ao mesmo tempo em que, no primeiro momento, pela estética, se aproxima do conterrâneo Paolo Sorrentino (A juventude), Bellochio peca, no mix da abordagem de temas (outra qualidade, mas equilibrada, em Sorrentino). Quando fala de luxúria, faz lembrar o melhor de Pasolini, com o teor quente da carne dos personagens.

O problema fica pela adoção de antiquado tom que mistura piadas e reflexões, com cacoetes setentistas. A prisão imposta pelas crenças, a estabilidade das instituições e a modernidade engolindo o que seja vetusto está presente no filme; mas tudo em entrelinhas tortas.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES