Brasília-DF,
11/DEZ/2017

'Ninguém deseja a noite' traz contraste da vida urbana com a da natureza

O drama traz a exploradora Josephine Peary que resolve passar uma temporada no Polo Norte

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:02/12/2016 06:45
A contradição entre o luxo da cidade e a simplicidade do Polo Norte está em 'Ninguém deseja a noite' ( Reprodução/Internet)
A contradição entre o luxo da cidade e a simplicidade do Polo Norte está em 'Ninguém deseja a noite'
Onde você gostaria de passar uma temporada? No Polo Norte? Essa foi a escolha de Josephine Peary, protagonista de Ninguém deseja a noite, novo filme da diretora Isabel Coixet. O drama ainda traz Rinko Kikuchi e Gabriel Byrne no elenco.
 
Confira as sessões do filme. 
 
Josephine é uma exploradora cujo marido se envolve com uma expedição ao Polo Norte que pode fazer dele o primeiro homem a atingir o extremo norte do planeta. Ela resolve, então, organizar uma excursão ao exótico destino.

 
 
Sem entender bem onde está se aventurando, Josephine se vê diante de situações tragicômicas, como quando mata o primeiro urso da vida dela ou quando ela se choca com as mulheres seminuas do local. 
 
O choque entre uma mulher essencialmente urbana e a natureza acaba sendo a tônica de Ninguém deseja a noite. Isso até Allaka (Rinko Kikuchi) entrar em cena e seduzir Josephine, num inesperado romance lésbico. 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

EVENTOS






OK

BARES E RESTAURANTES